Movimento em horários de pico gera dificuldade em cruzamentos da Av. São Leopoldo, em Caxias - Geral - Pioneiro

Vers?o mobile

 
 

Trânsito07/07/2020 | 14h12Atualizada em 07/07/2020 | 14h15

Movimento em horários de pico gera dificuldade em cruzamentos da Av. São Leopoldo, em Caxias

Motoristas precisam aguardar fluxo de duas faixas contrárias para acessar vias transversais

Movimento em horários de pico gera dificuldade em cruzamentos da Av. São Leopoldo, em Caxias André Fiedler/Agência RBS
Cruzamento com a Rua Carlos Mauri é um dos que registram problemas Foto: André Fiedler / Agência RBS

Motoristas que circulam pela Avenida São Leopoldo em horários de pico enfrentam dificuldades em acessar as vias transversais devido ao alto fluxo. O problema é enfrentado principalmente por quem trafega no sentido bairro-centro.

Leia mais
Recapeamento da Avenida São Leopoldo, em Caxias, será concluído antes do previsto

Atualmente, quem precisa realizar uma conversão à esquerda precisa aguardar o fluxo de duas faixas no sentido contrário. No fim da manhã desta terça-feira (7), período em que a reportagem observou os cruzamentos, veículos que precisaram realizar a manobra não enfrentaram grande dificuldade, em razão do baixo fluxo. Em horários de pico, porém, é comum ficar vários minutos aguardando pela gentileza de outros motoristas ou por uma brecha entre os veículos. Essa espera também faz com que o veículo que irá converter tranque o fluxo da faixa da esquerda, obrigando os veículos que estão atrás a parar.

Situações assim ocorrem há cerca de um ano, desde a conclusão do recapeamento da São Leopoldo. Além da aplicação do novo pavimento, a obra reconfigurou o trânsito na via, com a implantação de duas faixas em cada sentido e a retirada de refúgios centrais que auxiliavam nas conversões. Para organizar o trânsito, também foram implantados semáforos em alguns cruzamentos, como o da Rua Carlos Mauri.

— Precisaria ter um tempo a mais para quem vai fazer a conversão. Se alguém para na rua para acessar a Carlos Mauri, todos atrás também tem que parar — observa o representante comercial Claudio Graunke, 50 anos, que faz esse caminho com frequência para visitar a mãe, que mora nas proximidades.

De acordo com o secretário de Trânsito, Alfonso Willembring, duas alternativas para amenizar o problema são analisadas. A implantação de um tempo exclusivo para a conversão é uma delas. Contudo, o ajuste em semáforos costuma modificar a dinâmica do trânsito no entorno e precisa ser bem avaliado. A outra possibilidade, conforme o secretário, é a instalação de lombadas eletrônicas, especialmente na pista de descida. Dessa forma, a redução de velocidade tornaria mais fácil a conversão. O secretário não deu prazo para as intervenções.

— A via foi ampliada para duas faixas, mas o espaço é muito restrito, sem qualquer chance de ter um refúgio central. Até nos pontos de ônibus eles precisam parar sobre a faixa — destaca Willembring.

Leia também
Prefeitura de Caxias do Sul confirma a 24º morte por coronavírus 

 
 
 

Veja também

 
Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros