Desmoronamento de trecho da RS-448 completa um mês sem solução definitiva - Geral - Pioneiro

Versão mobile

 
 

Ainda interrompida30/07/2020 | 11h52Atualizada em 30/07/2020 | 13h58

Desmoronamento de trecho da RS-448 completa um mês sem solução definitiva

Estudo do Daer deverá indicar se existem condições para abertura de pista alternativa na principal ligação entre Farroupilha e Nova Roma do Sul

Desmoronamento de trecho da RS-448 completa um mês sem solução definitiva Tiago Pasa / Divulgação/Divulgação
O trecho está completamente interrompido desde o dia 30 de junho, quando fortes chuvas acabaram ocasionando o estrago Foto: Tiago Pasa / Divulgação / Divulgação

O desmoronamento de parte da pista no km 39,5 da RS-448, em Farroupilha, completa um mês nesta quinta-feira (30). O trecho que liga o município a Nova Roma do Sul está completamente interrompido desde o dia 30 de junho, quando fortes chuvas acabaram ocasionando o estrago. Desde então, equipes das prefeituras dos dois municípios, bem como a Associação das Entidades Representativas da Classe Empresarial da Serra Gaúcha (CICS Serra), colocaram-se à disposição do Departamento Autônomo de Estradas de Rodagem (Daer) que, juntamente com a Secretaria Estadual de Logística e Transportes, estuda alternativas que possibilitem a reutilização da rodovia. No entanto, ainda não há solução definitiva em vista.

Leia mais
RS-448 cede em Farroupilha e trecho é totalmente interditado

A abertura de uma nova pista a partir da escavação da montanha no trecho interrompido  — mesmo que de forma provisória — foi uma das possibilidades apontadas. Em uma reunião realizada nesta terça-feira (28) com os responsáveis estaduais e a associação regional, tanto o prefeito de Farroupilha, Pedro Pedrozo (PSB), quanto o prefeito de Nova Roma do Sul,  Douglas Fávero Pasuch (PP), reforçaram a possibilidade de um convênio por meio de máquinas e até mesmo de recursos financeiros para a realização da obra. A viabilidade da alternativa, que já havia sido levantada pelo Daer, será analisada após conclusão do estudo geológico.

Abertura de uma nova pista a partir da escavação da montanha interna será analisada após conclusão do estudo geológicoFoto: Tiago Pasa / Divulgação

— Eles nos disseram que o estudo deverá ser concluído até o final desta semana. Em um primeiro momento, queriam fazer a reconstrução. Mas o valor ficou muito alto, então estamos buscando essa alternativa que teria um custo bem menor e poderia resolver até de forma permanente a situação. Estamos aguardando o amparo técnico do Daer, que vai determinar o que será feito — aponta o prefeito de Nova Roma do Sul, um dos municípios mais prejudicados em função do desmoronamento.

Leia mais
RS-448, em Farroupilha, terá emergência decretada para acelerar recuperação da pista
Reconstrução da RS-448 deve custar R$ 2 milhões
Daer estuda passagem provisória na RS-448 para liberar trânsito 

Ainda de acordo com ele, a estrada secundária utilizada desde o desmoronamento do trecho da RS-448, para circulação entre Pinto Bandeira, Nova Roma do Sul e Farroupilha, está em condições precárias, sobretudo para o tráfego de veículos pesados. Com a estabilização do clima, tanto a prefeitura de Farroupilha, que abrange 3 km do trecho, quanto a prefeitura de Pinto Bandeira, que abrange os outros 7 km, pretendem realizar melhorias ao longo dos próximos dias para garantir condições mínimas aos motoristas enquanto não há liberação da rodovia.

Por meio da assessoria de imprensa o Daer esclareceu que, para que haja segurança na execução dos serviços, é necessário um detalhamento técnico. "A região é de alto risco e exige um conhecimento prévio do material antes da execução da escavação. Os trabalhos de topografia foram concluídos e a próxima etapa é a sondagem geológica e geotécnica. A partir disso, o geólogo especializado e a empresa projetista irão definir e detalhar os serviços, apresentado-os, juntamente com o quadro quantitativo de materiais, para a autarquia. Portanto, neste momento, não há valores estabelecidos".

Em relação à proposta de convênio feita pelas prefeituras, o Daer disse que agradece a disponibilidade, porém reforçou que é preciso concluir a avaliação antes de executar qualquer intervenção no local. 

Trajetos alternativos

Ainda sem previsão para recuperação do trecho da RS-448, os motoristas que se deslocam de Veranópolis em direção a Nova Roma do Sul podem utilizar a RS-437. Os que partem de Farroupilha devem seguir até Antônio Prado, pela RS-122, acessar a cidade e, então, pegar a RS-437 e a RS-448 para chegar a Nova Roma do Sul. 

Leia também
Moradores são retirados de duas casas que ficam nas margens do Rio das Antas devido infiltração em barragem da Serra 

 
 
 

Veja também

 
Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros