Casal de Caxias do Sul pede ajuda para garantir tratamento de bebê com síndrome rara - Geral - Pioneiro

Vers?o mobile

 
 

Solidariedade02/07/2020 | 17h41Atualizada em 02/07/2020 | 17h41

Casal de Caxias do Sul pede ajuda para garantir tratamento de bebê com síndrome rara

Nascimento de Gabriel, previsto para agosto, dará início a longo período de acompanhamento clínico em centro especializado de São Paulo

Casal de Caxias do Sul pede ajuda para garantir tratamento de bebê com síndrome rara Divulgação / Arquivo pessoal/Arquivo pessoal
Em meio a uma gravidez tranquila e muito desejada pelo casal e pela primogênita Isadora, oito, o diagnóstico desestabilizou a família Foto: Divulgação / Arquivo pessoal / Arquivo pessoal

Dentro de no máximo 20 dias, Cristiane Gelain Busnello, 35, e Maicon de Lima Busnello, 38, moradores de Caxias do Sul, pretendem embarcar para São Paulo (SP). O motivo da urgência é Gabriel, bebê de 30 semanas esperado pelo casal. Ele deve nascer no final de agosto e vai precisar de acompanhamento especial devido a uma cardiopatia rara e grave recentemente detectada.

Para se manterem na maior cidade da América do Sul, e ainda cobrirem pelo menos uma parte do tratamento — que, ao longo de três anos, pode chegar a aproximadamente R$ 2 milhões — os pais do menino estão realizando campanhas virtuais de arrecadação financeira.

Em meio a uma gravidez tranquila e muito desejada pelo casal e pela primogênita Isadora, oito, o diagnóstico de Gabriel, obtido há menos de um mês, desestabilizou a família. A ecografia, que pretendia verificar a saúde cardíaca dele, detectou a chamada síndrome da hipoplasia do coração esquerdo (SHCE).

— Explicando de uma maneira simples, é uma síndrome muito rara e complexa, na qual o lado esquerdo do coração se desenvolve menos que o lado direito. Durante a gravidez ele fica bem, mas assim que nascer vai precisar de uma UTI de alta complexidade e de um acompanhamento especializado — relata Busnello.

A partir do diagnóstico, o casal iniciou uma busca incansável por alternativas que garantissem a sobrevivência de Gabriel. Segundo eles, o centro especializado mais próximo fica no Hospital da Criança Santo Antônio, da Santa Casa de Misericórdia de Porto Alegre. Ainda assim, o casal optou por buscar tratamento no Hospital Beneficência Portuguesa, de São Paulo.

— A equipe que trabalha lá é liderada por um médico que atua neste tipo de procedimento há 25 anos, com taxa de sucesso estimada em 60%. Aqui em Porto Alegre, a taxa seria de apenas 5%. Não posso tirar a chance do meu filho viver, vou pra lá de qualquer jeito e o quanto antes para que os primeiros exames já possam começar a ser feitos — afirma Cristiane, que vem contando com o apoio de grupos de mães que passaram por situações parecidas com filhos portadores de cardiopatias, algumas exatamente como a de Gabriel, também conhecida como síndrome do meio coração.

Tratamento será longo e complexo

Conforme explicação da equipe médica paulista ao casal, assim que Gabriel nascer, passará por uma avaliação que apontará as condições dele de passar pela primeira cirurgia. Ela pode ocorrer no período de três ou seis meses após o parto. Uma medicação também é administrada ao longo deste período em quem o bebê ficará internado, sob monitoramento constante.

Busnello, que é marceneiro autônomo, e Cris, que trabalha como costureira industrial, precisarão ficar na capital paulista até que o filho receba alta da primeira cirurgia. Quando ele tiver três anos de idade, poderá realizar a operação definitiva, que basicamente faz com que ventrículo direito assuma a função de ambos os lados do coração.

— Lógico que ele vai precisar de cuidados, mas existem hoje pacientes de 15 anos que levam uma vida absolutamente normal. Quando recebemos o diagnóstico ficamos em choque, foi muito difícil. Mas a gente não pode desistir nunca de um filho — reforça a mãe.

Solidariedade é a esperança

Mesmo com ajuda de familiares e amigos próximos, bem como do auxílio trabalhista que Cristiane receberá, o casal diz precisar de ajuda para poder acompanhar o tratamento do filho, bem como custeá-lo, uma vez que o hospital é particular e ainda não há definição se o plano de saúde irá cobrir, pelo menos parcialmente, todos os procedimentos que, juntos, podem chegar a R$ 2 milhões.

Para isso, estão realizando uma campanha de arrecadação pelas redes  sociais, relatando também em um vídeo os motivos que os levaram a iniciar essa mobilização.

Busnello, que sempre participou de ações solidárias e comunitárias, diz estar recebendo de seus amigos uma espécie de retorno, que nunca sequer cogitou precisar. Além disso, o casal, que vive junto há nove anos, acredita estar preparado para enfrentar tudo que for preciso para salvar Gabriel e já idealiza o projeto de alguma iniciativa que, futuramente, possa ajudar outras pessoas com a mesma síndrome de seu filho.

— A gente sempre fala muito sobre propósito e quem sabe não seja este o nosso? Conhecer a fundo essa cardiopatia para, daqui um tempo, ajudar outras pessoas, quem sabe por meio de uma ONG, que esclareça o assunto e indique os caminhos às famílias — observou Cris.

Além disso, o casal afirma que, o dinheiro proveniente de doação que não for utilizado, será destinado posteriormente à Santa Casa de Porto Alegre, assim como a outras organizações que atuem pela comunidade local.

COMO COLABORAR 

:: Doações de itens como passagens aéreas, vale-gás, vale-combustível e cestas básicas. Contato pelos telefones (54) 99615-1575 ou (54) 99929-4669.

:: Vakinha.com.br / ID da vaquinha: 1155056.

:: Pagamentos via boleto ou cartão de crédito parcelado em até 18 vezes, nos valores de R$ 10, R$ 50, R$ 100, ou R$ 1.000.

:: Depósito/transferência bancária:

Banco 104 - Caixa Econômica Federal
Agência: 3715
Operação: 013 - poupança
Conta: 3810-2
Nome: Maicon de Lima Busnello
CPF: 001.736.710-71

Banco 341 - Itaú Unibanco
Agência: 1167
Conta Corrente: 24279-9
Nome: Cristiane Vanessa Gelain de Sa Busnello
CPF: 055.310.579-54

Banco 748 - Banco Cooperativo Sicredi
Agência: 0101
Conta Corrente: 7296-4
Nome: Ello Ambientes Planejados
CNPJ: 36.595.606/0001-64

Leia também
Drive thru para doação de roupas ocorre neste sábado, em Caxias




 
 
 

Veja também

 
Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros