Casa da família Rigotto, em Caxias do Sul, tem perda total após incêndio - Geral - Pioneiro

Versão mobile

 
 

Fogo em casarão histórico25/07/2020 | 11h53Atualizada em 25/07/2020 | 13h59

Casa da família Rigotto, em Caxias do Sul, tem perda total após incêndio

Proprietários já solicitaram autorização da prefeitura para demolir imóvel, que fica na Avenida Júlio de Castilhos

Casa da família Rigotto, em Caxias do Sul, tem perda total após incêndio Carlo de Bortoli/Divulgação
Foto: Carlo de Bortoli / Divulgação

O casarão histórico da Avenida Júlio de Castilhos, no bairro de Lourdes, em Caxias do Sul, sofreu com um novo incêndio na noite desta sexta-feira (24) e, desta vez, a perda foi total, conforme o Corpo de Bombeiros. A corporação foi acionada às 20h41min e precisou de três viaturas para conter as chamas. Segundo os bombeiros, havia roupas, colchões e muito lixo no local. Foram 40 minutos para controlar o fogo. As residências no entorno não foram atingidas e ninguém ficou ferido.

Leia mais
Casa da família Rigotto, em Caxias, sofre com incêndio de grandes proporções

Construída na década de 1950, a casa estava desabitada desde 2014. A estrutura já estava comprometida e havia risco de desabamento do segundo piso, de acordo com Dulce Tereza De Giorgio Rigotto, uma das proprietárias e responsável pelo imóvel. Nos últimos anos, a residência foi invadida por pessoas que usavam o espaço para consumir drogas. Elas também depredavam a casa, segundo a proprietária.

Por causa desses dois fatores, a família solicitou autorização à administração municipal para demolir a edificação, que não é tombada, mas está inventariada pela prefeitura. Ainda segundo Dulce, foram registradas diversas ocorrências policiais relatando a invasão e os furtos.

— É importante que se tenha um desfecho. Quem sabe agora com esse episódio. Acredito no bom senso, acredito que teremos uma resolução — espera.

Esta é a segunda vez que a casa sofre um incêndio em menos de uma semana. Na madrugada de sábado (18), conforme relato de um morador, houve um incêndio de menor proporção em um dos cômodos da residência.

Em janeiro do ano passado, o casarão na Avenida Júlio de Castilhos já tinha sido alvo de incêndio. Na ocasião, havia pessoas dentro do imóvel. Um homem de 39 anos foi resgatado pelos bombeiros e não precisou receber socorro médico. Uma semana depois, o local foi novamente invadido por usuários de drogas.

Leia também
Telefone dos bombeiros de Caxias do Sul está fora do ar. Saiba para onde ligar
Alunos de escola agrícola de Caxias poderão utilizar centro de pesquisa
Nova rodada de pesquisa da UFPel  testa moradores de Caxias para o coronavírus

 
 
 

Veja também

 
Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros