Audiência pública referente ao Aeroporto Regional da Serra Gaúcha será virtual, em setembro - Geral - Pioneiro

Versão mobile

 
 

Empreendimento30/07/2020 | 13h18Atualizada em 30/07/2020 | 13h18

Audiência pública referente ao Aeroporto Regional da Serra Gaúcha será virtual, em setembro

Evento organizado pela Fepam apresentará estudo e relatório de impacto ambiental do projeto, que depende de licenciamento prévio para avançar

Audiência pública referente ao Aeroporto Regional da Serra Gaúcha será virtual, em setembro Seplan/Divulgação
Evento organizado pela Fepam apresentará estudo e relatório de impacto ambiental do projeto que depende de licenciamento prévio para avançar Foto: Seplan / Divulgação

Está marcada para o dia 15 de setembro a audiência pública referente ao Aeroporto Regional da Serra Gaúcha, que será construído em Caxias do Sul, no distrito de Vila Oliva. O evento, organizado pela Fundação Estadual de Proteção Ambiental Henrique Luiz Roessler (Fepam), tem como objetivo apresentar o Estudo de Impacto Ambiental (EIA) e seu respectivo Relatório de Impacto Ambiental (Rima) à população. Em função da pandemia do novo coronavírus, o encontro vai ocorrer online, por meio de um link que será disponibilizado no site da prefeitura de Caxias.

Com a realização da audiência, a equipe técnica responsável que atua no empreendimento espera obter o licenciamento ambiental prévio, que possibilitará o avanço do projeto.

— Depois da audiência, a Fepam poderá solicitar mais informações ou emitir, dentro de um ou dois meses, o licenciamento prévio que nos permitirá avançar com o projeto executivo da obra e abir as licitações para construção do aeroporto — explica o secretário municipal do Planejamento, Adivandro Rech.

Segundo ele, a partir da contratação das empresas também serão estabelecidos prazos para a conclusão de cada etapa da obra e, por isso, ainda não é possível vislumbrar uma data para o início das atividades do aeroporto, que ainda dependerá de outras etapas para operar.

— Queremos abrir as licitações ainda este ano para dar início às obras imediatamente. Serão mais de R$ 200 milhões injetados na economia da cidade em um momento que precisamos de fomento para superar a crise da pandemia. Será uma oportunidade de gerarmos centenas de empregos, sem contar a movimentação que vai ocorrer pela compra de equipamentos, materiais, entre outros — comenta o secretário.

Em paralelo a esta movimentação, a prefeitura também assinou um financiamento de R$ 30 milhões com a Caixa Econômica Federal para garantir o pagamento das desapropriações a serem feitas na área do futuro aeroporto, por meio de declarações de utilidade pública. Conforme o secretário, o valor destinado a oito famílias gira em torno de R$ 11 milhões, sendo o restante destinado a obras que integram o projeto.

O Aeroporto Regional da Serra Gaúcha será construído em uma área de 445,53 hectares, com uma pista de 1,9 quilômetro. O pátio, de 25,9 mil metros quadrados, terá capacidade para oito aeronaves simultâneas. O empreendimento também prevê mais de 180 metros de taxiway (terminal) e estacionamento de veículos com 500 vagas.

Leia também
Desmoronamento de trecho da RS-448 completa um mês sem solução definitiva



 
 
 

Veja também

 
Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros