Anúncios do Bar Danúbio na década de 1950 - Geral - Pioneiro

Versão mobile

 
 

Memória27/07/2020 | 07h00Atualizada em 28/07/2020 | 15h47

Anúncios do Bar Danúbio na década de 1950

Estabelecimento surgido em 1953 é um dos clássicos do bairro São Pelegrino

Anúncios do Bar Danúbio na década de 1950 Diário do Nordeste,reprodução/Reprodução
Foto: Diário do Nordeste,reprodução / Reprodução

Danúbio e bauru são praticamente sinônimos em Caxias do Sul. Mas, antes de consagrar o prato e atender basicamente como restaurante, a partir dos anos 1970, o estabelecimento funcionou como bar e sorveteria. E anúncios veiculados nos jornais Diário do Nordeste e Pioneiro nos primórdios dos anos 1950 trazem algumas das iguarias oferecidas à clientela da época.

Entram aí os “doces de massas”, as “batidas de banana, maçã e abacate” e aperitivos como o “Bafo Danúbio”, o “Trigo Velho” e as clássicas “Uvinha” e “Ameixinha”, conforme destacado no reclame abaixo, publicado pelo Pioneiro em 5 de maio de 1956 - três anos após a inauguração.

 Anúncio do Bar Danúbio publicado pelo Pioneiro em 5 de maio de 1956<!-- NICAID(14553124) -->
Foto: Jornal Pioneiro,reprodução / Reprodução

PRIMÓRDIOS

O Danúbio abriu as portas em finais de outubro de 1953, sob o comando dos irmãos Tercílio, José e Enói Fochesato, filhos do senhor Caetano Fochesato. Reportagem do jornal Diário do Nordeste de 1º de novembro de 1953 detalhou a inauguração do bar, definindo-o como “mais um estabelecimento que vem ao encontro das aspirações dos moradores do populoso e progressista bairro São Pelegrino”.

O texto destacava a moderna estrutura, com “balcões graníticos, sorveteira-balcão, refrigerador embutido e rádio-eletrola, enfim todo o necessário para oferecer aos habitués um ambiente saudável, confortável e seleto, próprio para reuniões familiares”.

Além dos proprietários e convidados, a solenidade de inauguração teve o discurso do amigo Aparício Postali, dentista cuja atuação também marcou época no bairro São Pelegrino.

Leia também
A antiga sede dos Bombeiros em São Pelegrino
Você é um morador "raiz" de São Pelegrino?
São Pelegrino: anúncios de outros tempos
Avenida Rio Branco e a Sociedade Brasileira de Vinhos  

 Anúncio de 16 de janeiro de 1954 trazia uma felicitação dos irmãos Fochesato e do Bar Danúbio ao prefeito Euclides Triches, pelo segundo ano de gestão.<!-- NICAID(14553122) -->
Foto: Jornal Pioneiro,reprodução / Reprodução

Avenida Brasil e Rua Castro Alves 

Conforme o texto do anúncio que abre a matéria, publicado em 12 de dezembro de 1953, a Av. Itália era identificada por Av. Brasil, uma mudança decorrente da onda de nacionalismo imposta pelo Estado Novo de Getúlio Vargas no período da Segunda Guerra Mundial (1939-1945). 

Já Castro Alves era o nome original da Rua La Salle. A alteração deu-se em 1961, por decreto do prefeito Armando Biazus, em homenagem ao 50º aniversário da Congregação dos Irmãos das Escolas Cristãs em Caxias do Sul.

Leia mais
75 anos juntos: as bodas de brilhante de Agenor e Cecília
Para conter nuvem de gafanhotos em Paraí, em 1947, população fez até promessa na igreja
Henrique Cia e um violino de mármore em 1923
Conheça a enciclopédia da música no RS em versão digital
Um acidente de avião que abalou o bairro São Ciro em 1974
Gripe Espanhola: os víveres e seus doadores em 1918
Gripe Espanhola de 1918 e as doações da comunidade

Confira outras publicações da coluna Memória
Leia antigos conteúdos do blog Memória

 
 
 

Veja também

 
Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros