VÍDEO: caxiense deixa a UTI uma semana após receber transplante de plasma convalescente - Geral - Pioneiro

Vers?o mobile

 
 

Covid-1922/06/2020 | 18h46Atualizada em 22/06/2020 | 18h54

VÍDEO: caxiense deixa a UTI uma semana após receber transplante de plasma convalescente

Ele foi transferido para o quarto, no Hospital de Campanha do Virvi Ramos

VÍDEO: caxiense deixa a UTI uma semana após receber transplante de plasma convalescente Elidiane Durante/Divulgação
Ele transferiu-se para o quarto nesta segunda-feira (22) Foto: Elidiane Durante / Divulgação
Pioneiro
Pioneiro

O caxiense Carlos da Silva Borges, 40 anos, deixou a Unidade de Terapia Intensiva (UTI) do Hospital Virvi Ramos nesta segunda-feira (22). Há exatos sete dias, ele chegou ao Virvi Ramos, transferido do Geral, e recebeu a transfusão de plasma convalescente, que foi utilizado no tratamento contra o coronavírus. Neste início de semana, ele foi transferido para o quarto, no Hospital de Campanha. 

Leia mais:
Prefeitura confirma décima morte por coronavírus em Caxias do Sul
Sexto paciente com coronavírus recebe plasma convalescente em Caxias do Sul
Quinto paciente com coronavírus recebe transfusão de plasma convalescente em Caxias do Sul
Primeiro paciente a receber plasma convalescente no Rio Grande do Sul deixa a UTI
Paciente de Garibaldi que recebeu plasma convalescente apresenta melhoras no quadro respiratório

De acordo com informações repassadas pelo Hospital Virvi Ramos, ele foi o quarto de seis pacientes que receberam até aqui a transfusão de plasma convalescente. E, desses, o primeiro que não precisou ser intubado ou respirar com auxílio de ventilação mecânica.

— Como ele não precisou ser intubado, não tinha necessidade de ventilação mecânica para respirar, a recuperação se deu mais rápida. Desde os primeiros dias notamos uma evolução, que culminou com a alta da UTI nessa segunda-feira, uma semana após a transfusão. Ainda aguardamos o resultado dos exames para confirmar que ele não está mais com a doença ativa, mas a melhora no quadro pulmonar é notável — explica a médica intensivista Eveline Gremelmaier, que está à frente do projeto de pesquisa do plasma no Hospital Virvi Ramos. 

Agora, no quarto, Borges segue em observação até terminar o ciclo de alguns medicamentos que está fazendo uso e conseguir ficar totalmente sem necessidade do uso de oxigênio. 

OUTROS CASOS

Uma semana após deixar a UTI e ser transferido para o quarto, Tarcísio Giongo, 63 anos, o primeiro paciente a receber transfusão de plasma convalescente em tratamento contra a covid-19 no Estado, apresenta algumas melhoras significativas. Ele é acompanhado e avaliado diariamente por fisioterapeuta e fonoaudióloga.

Em uma semana, tem boa recuperação de força muscular, conseguindo apresentar alguns movimentos que não fazia quando deixou a UTI, além de não utilizar mais o oxigênio. Ele já se comunica melhor, mas ainda se alimenta por meio de sonda.

A mulher de 33 anos, que passou pela transfusão no dia 11 de junho, aguarda ainda o resultado do segundo teste realizado após o procedimento para confirmar recuperação da covid-19. Porém, ainda respira com auxílio de ventilação mecânica. 

O sexto e último paciente transfundido, um homem de 59 anos, que passou pelo procedimento no dia 17 de junho, ainda não apresenta uma melhora significativa do quadro e segue intubado. Outros dois pacientes que receberam transfusão, um homem de 64 anos e uma idosa de 83 anos, ambos moradores de Caxias do Sul, que já chegaram em estado grave ao hospital, faleceram no último sábado, dia 20 de junho.

Leia também:
Guiado por caxiense, cavalo fica em primeiro lugar no Bocal de Ouro e garante vaga na final do Freio de Ouro
Paróquia de Caxias programa festa junina no formato drive- thru
Prefeitura de Carlos Barbosa confirma mais duas mortes por coronavírus

 
 
 

Veja também

 
Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros