Os 90 anos de dona Neli Communello Cavalli - Geral - Pioneiro

Vers?o mobile

 
 

Memória29/06/2020 | 07h00Atualizada em 29/06/2020 | 09h30

Os 90 anos de dona Neli Communello Cavalli

Professora aposentada alfabetizou centenas de alunos em Santa Lúcia do Piaí a partir de 1946

Os 90 anos de dona Neli Communello Cavalli Acervo de família/Divulgação
Neli com os alunos da Escola Rocha Pombo, de Nova Camaldoli, no fechamento do ano letivo de 1950 Foto: Acervo de família / Divulgação

O aniversário de 90 anos ocorreu ainda em 13 de abril, mas nunca é tarde para recordar da trajetória de dona Neli Communello Cavalli, uma das professoras mais conhecidas e atuantes do distrito de Santa Lúcia do Piaí.

Moradora do bairro Cruzeiro desde o início dos anos 1980, dona Neli nasceu na antiga localidade de Faria Lemos (atual Santa Lúcia do Piaí), em 13 de abril de 1930. Quinta dos 13 filhos do casal João Communello e Maria Andreazza, a jovem começou a lecionar cedo. Após um breve período, dos 13 aos 14 anos, trabalhando como babá na casa de Itacir Rosa Cruz e Pierina Manfro, em Porto Alegre, Neli “estreou” como professora em 1946, aos 16 anos. 

Leia mais
Família de João Communello em Santa Lúcia do Piaí

Foi na Escola Rural Rocha Pombo, em Linha Camaldoli,região fundada pelos Frades Camaldulenses, onde dava aulas de segunda a sábado. Devido à distância, a jovem ficava hospedada na casa da viúva Henriqueta Peraboni Schiavo – e somente aos sábados retornava à Vila de Santa Lúcia, percorrendo a pé os nove quilômetros entre as duas localidades. Após visitar a casa da família e o lendário Bar Commnunello, mantido pelos pais, Neli refazia o mesmo trajeto no domingo à tarde, para uma nova semana de trabalho.

Toda essa rotina foi alterada a partir do casamento com o fotógrafo Fiorentino Cavalli, em 1953. Seu Fiorentino adquiriu um cavalo para que a esposa não precisasse mais ir a pé até Linha Camaldoli, onde dona Neli atuou por quase 10 anos. Posteriormente, ela foi nomeada para lecionar na Escola Isolada da Zona Bonalume – durante nove anos – e, por último, na Escola Rural Alberto Torres da Linha Santo Antônio. Foi onde teve, por mais nove anos, a companhia diária da professora Lourdes Trapp Frizzo, atualmente também com 90 anos. Dona Neli aposentou-se aos 44 anos, em 1974.

Informações desta página são uma colaboração do historiador Éder Dall’Agnol dos Santos e de Maria Lúcia Cavalli, filha de Neli.

Neli Communello Cavalli, Fiorentino Cavalli e as filhas Fátima (E) e Maria Lúcia em 1963<!-- NICAID(14533091) -->
Neli, Fiorentino e as filhas Fátima (E) e Maria Lúcia em 1963Foto: Acervo de família / Divulgação
O casamento de Neli Communello Cavalli e Fiorentino Cavalli em 1953<!-- NICAID(14533090) -->
O casamento de Neli e Fiorentino Cavalli em 1953Foto: Foto Calegari,acervo de família / Divulgação

A família

O casamento de Neli com o fotógrafo Fiorentino Rodolfo Cavalli (1926-1992) ocorreu em 13 de fevereiro de 1954, quando ela tinha 23 anos e ele, 27. A cerimônia, realizada na Igreja Matriz de Santa Lúcia pelo padre Roque Castellano, teve uma “particularidade”: dona Neli foi a primeira noiva a casar de chapéu na localidade, segundo informações da irmã Nuely – e conforme vemos na foto acima. Dessa união nasceram as filhas Maria Lúcia (mãe do neto Bruno) e Fátima – no registro ao alto, com os pais, em 1963.

Leia mais
Santa Lúcia do Piaí pelas lentes de Fiorentino Cavalli
Santa Lúcia do Piaí: um fotógrafo e um distrito eternizado
O Bar Communello na história de Santa Lúcia do Piaí

Na foto abaixo, Neli e a família Communello na década de 1940. Em pé, da esquerda para a direita, estão os irmãos Dornélio Francisco (Chico), Lourdes, Eulália, Neli e Nuely. Sentados, Honorato Perini (marido de Ortenila, ao lado dele), o patriarca João Communello (com a filha Jurema à frente), a matriarca Maria Andreazza (com o filho Luiz Carlos no colo) e Líria com o marido José Pistore.

Neli Communello Cavalii e a família Communello na década de 1940. Em pé, da esquerda para a direita, estão os irmãos Francisco, Lourdes, Deulália, Neli e Nuely. Sentados, Honorato Perini (marido de Ortenila, ao lado), o patriarca João Communello (com a filha Jurema à frente) a matriarca Maria Andreazza (com o filho Luiz Carlos no colo) e Líria com o marido José Pistore.<!-- NICAID(14533094) -->
A família nos anos 1940: Chico, Lourdes, Eulália, Neli e Nuely. Sentados, Honorato Perini e Ortenila, João Communello e Maria Andreazza, as crianças Jurema e Luiz Carlos, e Líria e José PistoreFoto: Acervo de família / Divulgação
Neli Communello Cavalli em Porto Alegre, aos 14 anos, em 1944, quando atuava como babá<!-- NICAID(14533092) -->
Neli Communello em Porto Alegre, aos 14 anos, em 1944, quando atuava como babáFoto: Acervo de família / Divulgação
Neli Communello Cavalli, que completou 90 anos em 2020<!-- NICAID(14533093) -->
Dona Neli celebrou 90 anos em 13 de abrilFoto: João Lazzarotto / Divulgação

Vida comunitária

Em Santa Lúcia do Piaí, dona Neli sempre foi muito envolvida com a comunidade. Fez parte do Clube de Mães Sorriso por vários anos, chegando a atuar como presidente. Também costumava auxiliar o marido, Fiorentino Cavalli, quando este ia tirar fotos de casamentos, aniversários, crismas e cerimônias de primeira comunhão.

Em 1981, Neli e Fiorentino deixaram Santa Lúcia e passaram a residir “em Caxias”, no bairro Cruzeiro. Mas voltavam à vila todos os finais de semana para registrar os mais diversos eventos, visto que Fiorentino era o único fotógrafo da localidade à época.

Até o início da pandemia, dona Neli participava semanalmente de um grupo de oração e intercessão e, mensalmente, de um chá com professoras aposentadas, além de passear e visitar irmãos e conhecidos. Uma rotina que ela não vê a hora de retomar...

Parceria

Colaborador da coluna Memória, Éder Dall’Agnol dos Santos vem pesquisando a trajetória de diversas famílias que ajudaram a colonizar o distrito de Santa Lúcia do Piaí – várias histórias, inclusive, já foram publicadas neste espaço. 

Todo esse trabalho, segundo Dall’Agnol, deverá ser transformado em livro. Moradores do distrito que tenham interesse em colaborar com fotos e dados sobre suas famílias podem entrar em contato pelo e-mail ederdallagnol89@gmail.com ou fone/whats (54) 98449-9186.

Leia também
Santa Lúcia do Piaí: quando o inverno tinha cara de inverno
Santa Lúcia do Piaí nos tempos da profe Ilde
Família Andreazza e as origens de Santa Lúcia do Piaí

 
 
 

Veja também

 
Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros