Hospital de Caxias do Sul chega a oito transfusões de plasma convalescente no tratamento contra a covid-19 - Geral - Pioneiro

Vers?o mobile

 
 

Pandemia30/06/2020 | 16h35Atualizada em 03/07/2020 | 15h36

Hospital de Caxias do Sul chega a oito transfusões de plasma convalescente no tratamento contra a covid-19

Mulher, residente de Caxias, recebeu a transfusão nesta segunda-feira (29)

Hospital de Caxias do Sul chega a oito transfusões de plasma convalescente no tratamento contra a covid-19 Andréia Copini/Secretaria Municipal da Saúde
Foto: Andréia Copini / Secretaria Municipal da Saúde

O Hospital Virvi Ramos, de Caxias do Sul, realizou a oitava transfusão de plasma convalescente nesta segunda-feira (29). A paciente é uma mulher de 32 anos, residente de Caxias do Sul, com histórico de hipertensão e obesidade. 

Leia mais:
VÍDEO: quarto paciente a receber  plasma convalescente é o primeiro a receber alta hospitalar em Caxias do Sul
Sétimo paciente com coronavírus recebe plasma convalescente em Caxias do Sul
Sexto paciente com coronavírus recebe plasma convalescente em Caxias do Sul
Quinto paciente com coronavírus recebe transfusão de plasma convalescente em Caxias do Sul
Primeiro paciente a receber plasma convalescente no Rio Grande do Sul deixa a UTI

Ela recebeu duas bolsas de plasma, uma de 190 mililitros e outra de 200 mililitros. O procedimento durou cerca de 30 minutos, sem intercorrências. Ela não estava intubada quando recebeu o plasma convalescente e, até o momento, não necessitou de ventilação mecânica para respirar. O que, segundo o Virvi Ramos, gera expectativa de boa evolução do quadro, em função da similaridade de caso com Carlos da Silva Borges, 40 anos, que recebeu alta hospitalar nesta segunda-feira (29), duas semanas depois de passar pelo procedimento. 

Agora, a equipe do hospital monitora a paciente e aguarda as respostas do tratamento. O plasma foi coletado pelo Hemocentro Regional de Caxias do Sul (Hemocs) no dia 16 de junho. Os doadores são dois homens, moradores de Garibaldi, de 28 e 31 anos. 

OUTROS CASOS

O primeiro paciente a receber transfusão de plasma convalescente foi o garibaldense Tarcísio Giongo, 63 anos. Ele deixou a Unidade de Terapia Intensiva (UTI) há 15 dias e já apresenta melhoras significativas na parte motora e respiratória. O paciente também não está fazendo uso de oxigênio. Conforme o Virvi Ramos, Tarcísio já se comunica melhor, está com a voz mais limpa e forte, com melhora da deglutição, mas ainda se alimenta por meio de sonda, em função do longo período de intubação na UTI. Ele é acompanhado e avaliado diariamente por médico, fisioterapeuta e fonoaudióloga.

A segunda paciente a receber a transfusão foi uma mulher de 33 anos que passou pela transfusão no dia 11 de junho. Na manhã desta terça-feira (30), ela passou por uma traqueostomia e, a partir disso, os médicos esperam que ela consiga deixar a ventilação mecânica aos poucos. 

O quatro paciente a passar pelo procedimento foi o caxiense Carlos da Silva Borges, 40 anos. Ele recebeu a transfusão no dia 15 de junho e, nesta segunda-feira (29), recebeu alta hospitalar por não estar mais com a doença ativa. Ele foi o primeiro paciente do Hospital Virvi Ramos que não precisou ser intubado ou respirar com auxílio de ventilação mecânica ao passar pelo procedimento . 

O sexto paciente transfundido, um homem de 59 anos, que passou pelo procedimento no dia 17 de junho, apresenta uma leve melhora pulmonar. No entanto, conforme o Virvi Ramos, ainda respira com ajuda de ventilação mecânica. 

O sétimo paciente, um homem de 63 anos, natural de Torres, que passou pelo procedimento no dia 24 de junho, tem boa evolução pulmonar. De acordo com o Hospital, os médicos já iniciaram pausa da sedação.  

Outros dois pacientes que receberam transfusão, um homem de 64 anos e uma idosa de 83 anos, ambos moradores de Caxias do Sul, que já chegaram em estado grave ao hospital, faleceram no dia 20 de junho. 

COLETAS NO HEMOCS

Na tentativa de auxiliar na cura de pacientes graves com coronavírus e também ajudá-los a criar anticorpos, o Hemocs iniciou, em 22 de maio, a coleta de plasma convalescente. O Hemocentro já recebeu 58 candidatos interessados em doar o material, sendo 11 mulheres e 47 homens. Desse montante, 20 foram excluídos — sendo 11 mulheres e 9 homens — por não serem considerados aptos para o procedimento. 

Até esta terça-feira (30), foram realizadas 12 doações por seis doadores distintos, entre 28 e 49 anos. Sendo que três doadores realizaram mais de uma doação. A seleção é feita pelo Hemocs e passa por avaliação rigorosa. 

As pessoas que podem doar são homens, de no mínimo 18 e no máximo 60 anos, que foram infectados pelo coronavírus, tiveram covid-19 confirmada por meio do teste PCR, estão há mais de 28 dias recuperados, sem sintomas da doença e não apresentam outras doenças infecciosas.

As doações precisam ser agendadas pelos telefones (54) 3290-4543 e (54) 3290-4580 ou por meio do whatsapp (54) 984188487. O Hemocs atende de segunda a sexta-feira, das 8h às 12h e das 13h30min às 17h30min e aos sábados das 8h até 12h, na Rua Ernesto Alves, 2.260, ao lado da UPA Central.

Leia também:
A poucas horas do início do serviço, UCS e prefeitura de Caxias assinam contrato para gestão da UPA Zona Norte
Em meio ao aumento de casos, movimento nas ruas e falta de fiscalização preocupam moradores de Flores da Cunha
Proprietários de quadras esportivas estudam encerrar atividades após mais de 100 dias parados em Caxias do Sul

 
 
 

Veja também

 
Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros