Governo do Estado estabelece novas regras sanitárias para frigoríficos - Geral - Pioneiro

Versão mobile

 
 

Durante a pandemia09/06/2020 | 13h40Atualizada em 09/06/2020 | 13h40

Governo do Estado estabelece novas regras sanitárias para frigoríficos

Unidade da JBS de Ana Rech, em Caxias, está interditada pela Justiça devido a surto de coronavírus

Governo do Estado estabelece novas regras sanitárias para frigoríficos Porthus Junior/Agencia RBS
Unidade da JBS, em Caxias, é uma das que registraram surto da doença Foto: Porthus Junior / Agencia RBS

Frigoríficos de todo o Estado terão que seguir protocolos específicos para enfrentamento do coronavírus. As regras estão descritas em uma nova portaria publicada na segunda-feira (8) pela Secretaria Estadual da Saúde.

Leia mais
Unidade da JBS em Caxias do Sul tem atividades suspensas pelos próximos 14 dias
Decisão sobre interdição da JBS em Caxias do Sul será na sexta-feira
Ministério Público do Trabalho pede fechamento da JBS em Caxias na Justiça

O documento exige que todas as indústrias de abate e processamento de carnes e pescados elaborem um plano de contingência com medidas de prevenção, monitoramento e controle de transmissão. O conjunto de medidas, que deverá ser apresentado às autoridades sanitárias sempre que solicitado, deve prever, no mínimo, processos para identificação de forma sistemática de casos suspeitos e monitoramento constante dos funcionários. Outro item necessário é a instalação de barreiras físicas de proteção entre funcionários que não possam manter o distanciamento.

A portaria, porém, também estabelece regras que precisam ser seguidas independentemente do planejamento a ser elaborado. Entre elas está a adoção de trabalho remoto para os todos os funcionários cujas funções permitam esse modelo e a identificação diária dos colaboradores com sintomas de gripe. Caso alguém apresente suspeita de covid-19 deve ser afastado imediatamente e empresa deve notificar as autoridades de saúde. A comunicação também deve ocorrer quando alguma suspeita for confirmada.

Além disso, os frigoríficos devem adotar escalas de revezamento em todos os turnos, a fim de reduzir o fluxo de pessoas. As fábricas também precisarão passar por higienização após cada turno e deverão contar com medidas que permitam a renovação do ar. O distanciamento entre as pessoas não pode ser menor que um metro, desde haja uso de máscara. Sem o equipamento, o mínimo permitido é de dois metros.

A portaria também determina que os funcionários utilizem os equipamentos de proteção individual disponibilizados e adotem as regras de segurança. Já os caminhões de animais precisam passar por higienização ao acessar a fábrica.

A publicação das regras ocorrem após diversos frigoríficos do Estado apresentarem surtos de coronavírus. Na Serra, ao menos três, em Garibaldi, Nova Araçá e Caxias do Sul, tiveram casos entre os funcionários. Em Caxias, as contaminações ocorreram na unidade da JBS, no bairro Ana Rech, que teve ao menos 27 infectados. A unidade está interditada desde sábado (6) após a Justiça do Trabalho acatar pedido do Ministério Público do Trabalho (MPT). A JBS disse que não comenta processos judiciais em andamento e que tem como objetivo prioritário a saúde dos colaboradores. Além disso, a empresa afirma que desde o início da pandemia tem adotado rígido protocolo de prevenção.

Leia também
Codeca tem prejuízo de R$ 655 mil até abril
Empresa doa mil testes rápidos para a campanha Caxias Contra a covid-19
VÍDEO: Orquestra de Sopros de Faria Lemos entoa clássicos italianos 

 
 
 

Veja também

 
Pioneiro
Busca
Imprimir
clicRBS
Nova busca - outros