Em Caxias do Sul, mais da metade dos casos confirmados de Covid-19 são de pessoas entre 30 e 49 anos - Geral - Pioneiro

Vers?o mobile

 
 

Taxa de indicência05/06/2020 | 15h35Atualizada em 05/06/2020 | 15h46

Em Caxias do Sul, mais da metade dos casos confirmados de Covid-19 são de pessoas entre 30 e 49 anos

Até esta quinta-feira (4), eram 126 pessoas infectadas dentro dessa faixa etária

Em Caxias do Sul, mais da metade dos casos confirmados de Covid-19 são de pessoas entre 30 e 49 anos Jonatan Sarmento/Arte GZH
Foto: Jonatan Sarmento / Arte GZH

O maior número de casos de coronavírus em Caxias do Sul é registrado em pessoas que tenham entre 30 e 49 anos. Pela atualização da prefeitura desta quinta-feira (4), são 126 pessoas (82 mulheres e 44 homens) infectadas pela doença nesta faixa etária, ou 52,7% do total de 239 pacientes na cidade. 

Acompanhe os casos confirmados na Serra

Na comparação com os dados do Rio Grande do Sul, o cenário é o mesmo. Até esta quinta, dos casos confirmados, a maioria também se concentra entre 30 a 49 anos, com 4.889 contaminados, sendo 2.218 homens e 2.671 mulheres. A principal diferença é a que o Estado registrou 17 mortes nesta faixa etária, o que ainda não ocorreu entre os casos caxienses.  

Para o secretário municipal da Saúde, Jorge Olavo Hanh Castro, a prevalência em relação à faixa etária em Caxias se deve em grande parte aos profissionais da saúde e também aos funcionários do frigorífico em Ana Rech, onde houve o primeiro surto da doença na cidade. 

–  De 80% a 90% dessas pessoas, que são consideradas jovens, são saudáveis. Por isso, têm sintomas mais leves, sem demais complicações – explica. 

De acordo com a prefeitura, 81 profissionais da saúde já foram infectados. O que representa 33,89% dos 239 casos. 

Conforme Castro, em diversos países, as pessoas mais afetadas pela covid-19 têm sido homens. No entanto, Caxias não segue essa linha. São 141 registros do sexo feminino e 98 do masculino. Ele afirma que a justificativa para isso é a predominância das mulheres na área da saúde na cidade.

Outras idades 

Nas outras faixas etárias, a diferença de gênero é um pouco menor. Por exemplo, entre 50 e 79 anos, são 75 casos confirmados, sendo 37 em homens e 38 em mulheres. 

Apesar de os idosos serem o público mais vulnerável à doença, somente 30 moradores de Caxias do Sul a partir dos 60 anos foram infectados. No entanto, quando se analisa a taxa de óbitos, quatro das cinco vítimas estavam nesta faixa etária. Foram elas, duas mulheres, de 96 e 97 anos, e dois homens, de 69 e 74. A única vítima fatal fora dessa lista é de um homem de 58 anos.

Castro destaca a importância do baixo número de confirmados entre os idosos e o trabalho realizado pelo município na prevenção:

– A mortalidade foi de idosos, mas os afetados nesta faixa etária são poucos. Isso é consequência do trabalho que nós fizemos em todas as casas asilares de Caxias, onde testamos todos os trabalhadores e moradores.  

Crianças e jovens continuam representando números baixos. De dois a 18 anos, são 2,5% dos casos, sendo uma menina e três meninos. Desses, dois já estão recuperados. De certa forma, o baixo índice reflete também em todo o RS, com 601 casos de crianças e jovens de 2 a 19, incidência que corresponde a 5,45% dos infectados.

No ranking de cidades afetadas dentro do Rio Grande do Sul, Caxias do Sul está na 11ª posição, com incidência de 40,5 casos para cada 100 mil habitantes. 

– Isso é resultado lá do início quando começamos cedo o isolamento e com a diminuição da movimentação social. Isso foi um fator fundamental. – comemora Castro. 

O Rio Grande do Sul tem, até esta quinta-feira (4), 11.010 confirmados, 8.160 recuperados e 265 óbitos. Do total, 54% dos casos confirmados são mulheres e 46% são homens. 

Leia também
Testes em asilos de Caxias identificam um idoso e três funcionários com coronavírus
Cem pessoas foram multadas em um mês pela falta do uso de máscaras nas ruas de Caxias do Sul

 
 
 

Veja também

 
Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros