Um "Porão" de histórias e memórias - Geral - Pioneiro

Versão mobile

 
 

Memória13/05/2020 | 07h00Atualizada em 13/05/2020 | 09h16

Um "Porão" de histórias e memórias

Antiquário tem ligação com as origens da família Lise, em Fazenda Souza

Um "Porão" de histórias e memórias Allan da Rosa/Divulgação
Foto: Allan da Rosa / Divulgação

Memória afetiva, história e lembranças de família norteiam a chegada do antiquário O Porão, em Caxias do Sul. O lugar, cuja estreia, na metade de março, foi adiada em decorrência da pandemia, vem atendendo ao público desde o último dia 27 de abril em conformidade com as recomendações sanitárias  - com número reduzido de clientes ou mediante agendamento.

Comandado pelos sócios Allan da Rosa, Daniela De Col da Rosa, Carine Verza e Edgar Isotton, O Porão oferece, além de porcelanas, cristais, pratarias, miniaturas e colecionáveis diversos, móveis fabricados com madeira de demolição, restauração de peças de época e compra de antiguidades.

História, aliás, não falta ao lugar. Foi lá que, no final dos anos 1950, dona Alda Lise, 87 anos, avó do sócio Allan, instalou o Armazém São José, espécie de secos & molhados que permaneceu em funcionamento de 1959 a 1982. A família, inclusive, possui até hoje os livros de compra e venda de produtos e seus principais fornecedores.

Antiquário O Porão Antiguidades, no bairro São José.<!-- NICAID(14497973) -->
Foto: Allan da Rosa / Divulgação

Leia também
Vítimas de Caxias no acidente aéreo no Morro do Chapéu em 1950
Expresso Caxiense: uma visita à TV Gaúcha - Canal 12 em 1965
De Colônia Conde D'Eu a município de Garibaldi

Resquícios de Fazenda Souza

Alguns detalhes do novo espaço, como os tijolos aparentes e o barrote, guardam uma história que remete ao distrito de Fazenda Souza, berço da família de dona Alda Lise, ainda no século 19 - a antiga Zona Lise leva esse nome em homenagem a eles.

Foi lá que, por volta de 1940, pegou fogo o depósito de palha de trigo dos Lise. As chamas teriam sido administradas, segundo lembranças de dona Alda, graças às preces feitas a Santo Antônio. 

Já estabelecidos em Caxias, em meados da década de 1950, Alda, o marido Dercy Dias da Rosa (falecido em 1991) e as irmãs Aurélia, Leonora e Norma construíram a casa cuja parte inferior é agora ocupada pelo antiquário – utilizando, lógico, os tijolos e o barrote resgatados do incêndio.

Antiquário O Porão Antiguidades, no bairro São José.<!-- NICAID(14497974) -->
Foto: Allan da Rosa / Divulgação
Antiquário O Porão Antiguidades, no bairro São José.<!-- NICAID(14497975) -->
Foto: Allan da Rosa / Divulgação

Agende-se
::
O que: O Porão Antiguidades (www.o-porao.com)
:: Quando: atendimento de segunda a sexta, das 13h30min às 18h30min. Sábados, das 9h às 12h, com acesso restrito de clientes ou mediante agendamento pelo fone (54) 3028-3692
:: Onde: Rua Hugo Luciano Ronca, 2.377, bairro São José, Caxias do Sul. Trata-se do mesmo local das feiras Garage Sale, promovidas desde o ano passado no pavilhão anexo ao endereço da nova loja.

Leia também
Paixão Côrtes, um gaúcho que gineteou jacaré
O álbum de família de Cláudio Eberle (1938-2020)

 
 
 

Veja também

 
Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros