Quase dois anos depois, asfaltamento de estrada entre Cambará e São José dos Ausentes é retomado - Geral - Pioneiro

Vers?o mobile

 
 

RS-02022/05/2020 | 14h03Atualizada em 22/05/2020 | 14h03

Quase dois anos depois, asfaltamento de estrada entre Cambará e São José dos Ausentes é retomado

Obras ocorrem em trecho de dois quilômetros, mas ainda faltará pavimentar outros 35

Quase dois anos depois, asfaltamento de estrada entre Cambará e São José dos Ausentes é retomado Arquivo Daer/Divulgação
Obras estavam paralisadas desde 2018 Foto: Arquivo Daer / Divulgação

A pavimentação da RS-020, que liga Cambará do Sul a São José dos Ausentes, nos Campos de Cima da Serra, foi retomada no início desde mês. As obras ocorrem entre os kms 13 e 15, um trecho que deveria ter sido concluído em 2018. O trabalho recomeçou após o governo do Estado obter R$ 3 milhões da Contribuição de Intervenção no Domínio Econômico (Cide).

Leia mais
RS-020 receberá três quilômetros de asfalto entre Cambará do Sul e São José dos Ausentes
Pavimentação da ERS-020, entre Cambará do Sul e São José dos Ausentes, é retomada

Com a conclusão da obra, prevista para ocorrer em três meses, a rodovia terá 15 dos 50 quilômetros pavimentados, a partir da saída de Cambará. O asfaltamento é uma das maiores demandas da região por ser fundamental ao desenvolvimento turístico, já que liga cidades muito procuradas no inverno e permite o acesso à Serra Catarinense.

Conforme o prefeito de Cambará, Schamberlaen Silvestre ​(Prograssistas), a retomada da obra, ainda que em um curto trecho, é importante porque beneficia cerca de 2,5 mil moradores dos distritos de Ouro Verde, Vila Santana e Osvaldo Kroeff. A esperança agora é tentar obter recursos para os 35 quilômetros que ainda faltarão.

— Nossa expectativa agora é que não ocorra nem a paralisação total da obra, para que a partir do km 15 o Estado já tenha resolvido as questões de Estudo de Impacto Ambiental e Relatório de Impacto Sobre o Meio Ambiente (Eia/Rima) — projeta.

A intenção, segundo o prefeito, é tentar obter recursos via emendas parlamentares, o que deve ser facilitado com os projetos de concessão para a área de visitação dos cânions.

— Só não avançamos mais porque não adianta ter o recurso se a obra não está pronta para iniciar.

Outra demanda da região, a pavimentação da RS-427, que liga Cambará à cidade catarinense de Praia Grande, já tinha recursos de emendas parlamentares previstos para este ano no orçamento da União. Contudo, o dinheiro acabou revertido para o enfrentamento da pandemia de covid-19. A expectativa é de que recursos para a obra sejam novamente reservados no orçamento de 2021. Enquanto isso, o município recebeu cerca de R$ 9 milhões do Ministério do Turismo para a pavimentação de uma estrada municipal que dá acesso ao cânion Fortaleza. A expectativa é de que as obras tenham início nos próximos meses, assim que forem concluídos os trâmites licitatórios.

Leia também
"A advocacia vai ter protagonismo após a pandemia", afirma presidente da OAB-RS
"Dói fazer a romaria virtual, mas o momento é de cuidar de si e do outro", diz reitor do Santuário de Caravaggio
Chuva continua nesta sexta-feira na Serra Gaúcha  

 
 
 

Veja também

 
Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros