Parques cheios durante pandemia da covid-19 preocupam titular da Smel - Geral - Pioneiro

Vers?o mobile

 
 

Coronavírus12/05/2020 | 20h41Atualizada em 12/05/2020 | 20h41

Parques cheios durante pandemia da covid-19 preocupam titular da Smel

Gabriel Citton afirma que medidas de isolamento não têm sido respeitadas e relata vandalismo

Parques cheios durante pandemia da covid-19 preocupam titular da Smel Porthus Junior/Agencia RBS
Dia 1° de maio, antes das medidas de flexibilização, Parque dos Macaquinhos já registrava grande presença de pessoas Foto: Porthus Junior / Agencia RBS

Enquanto a pandemia do novo coronavírus segue trazendo restrições para todos os setores, os parques e praças de Caxias do Sul deveriam ficar isolados. No entanto, essa não é a realidade que tem se visto nos espaços públicos da cidade.

Leia mais
Domingo é de bastante movimento nos parques de Caxias do Sul, com baixa adesão a máscaras

De segunda a sexta e, principalmente, no fim de semana, as áreas de lazer estão tomadas de pessoas e famílias que, apesar de todas as medidas de restrição, seguem fazendo aglomerações nestes locais.

— Todo fim de semana eu vou com meu carro e ligo para a Guarda Municipal. Eles vão lá, dão uma conversada, o pessoal sai e em dois segundos voltam — diz o Secretário Municipal de Esporte e Lazer de Caxias do Sul, Gabriel Citton, relatando que nem todas as pessoas tomam o mínimo de precaução nestes espaços:

— Principalmente sem máscara. Fim de semana fui ali na Praça do Correio Riograndense, perto do Estádio Centenário, e tinha umas 100 pessoas ali. Chega a Guarda, eles saem correndo e depois voltam. 

Como esses espaços são abertos, a Smel não tem muita coisa a fazer além de denunciar. Com a obrigação do uso de máscaras também na rua, pessoas que estiverem sem a peça nas praças e parques podem ser multadas. 

Segundo Citton, o trabalho segue forte para que haja a compreensão das pessoas para que os cuidados e o distanciamento sejam respeitados:

— Tem que conscientizar. Não dá para usar a força contra a população. É preciso que as pessoas entendam. 

Em alguns espaços, onde é possível fechar, desde o início da pandemia os portões não foram abertos. São os casos do Parque Cinquentenário, do Enxutão e do Estádio Municipal. Mas, em alguns casos, nem isso impede a entrada ilegal.

— No Enxutão, já cortaram umas cinco vezes a tela para entrar com criança e ficar tomando chimarrão — afirma o secretário. 

Após o novo decreto da Prefeitura de Caxias do Sul, que segue as determinações do Governo do Estado, não há previsão para abertura dos locais que estão fechados.

Leia também
Passe livre para idosos nos ônibus de Caxias do Sul terá  horário reduzido


 
 
 

Veja também

 
Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros