"No final, foi sorte estarmos chegando", afirma neto de idosa que teve a casa queimada em Caxias - Geral - Pioneiro

Vers?o mobile

 
 

Alívio24/05/2020 | 16h45Atualizada em 24/05/2020 | 17h32

"No final, foi sorte estarmos chegando", afirma neto de idosa que teve a casa queimada em Caxias

Família precisa de ajuda com doações e remoção de detritos

"No final, foi sorte estarmos chegando", afirma neto de idosa que teve a casa queimada em Caxias Luana Rech/Divulgação
Foto: Luana Rech / Divulgação

Para familiares e vizinhos de Vitalina Soares da Silva, 87 anos, a manhã deste domingo (24) foi de muita apreensão e correria. Por volta de 10h50min, chamas consumiram a casa da idosa e ameaçaram se propagar para diversas moradias vizinhas, que ocupam muito próximas umas das outras uma área na Rua Padre Cristóvão de Orelana Mendoza, no bairro Sagrada Família, em Caxias do Sul

Já durante a tarde, em tom de alívio, o neto de Vitalina, Rafael Griep, já colocava perspectiva positiva no drama recente da família, uma vez que ninguém saiu ferido e o que "poderia ser muito pior" foi contido por bombeiros e pela comunidade do bairro onde Vitalina reside há mais de 50 anos.

— Ela estava sozinha no momento do incêndio, mas por sorte eu, minha mãe e meus tios estávamos chegando para visitá-la. O Corpo de Bombeiros também fez um belo trabalho, chegou rápido e conseguiu evitar que o fogo se propagasse. Se eles não tivessem sido tão eficientes, com certeza teriam muitas outras casas queimadas. Nossos vizinhos também estão bastante solidários — relata Rafael.

Pela condição frágil de saúde de Vitalina, ela precisou ser atendida por uma unidade do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU) no local, mas foi liberada, sem ferimentos. Por enquanto, ela deve ser acolhida temporariamente pelos filhos, até eventual reconstrução da casa.

— Precisamos de ajuda para remover os detritos, aí depois veremos como reconstruir. Minha avó e meus tios também perderam todas as roupas no incêndio, então seria uma ajuda bem-vinda — ressalta Rafael.

A causa do incêndio ainda é incerta, mas a origem é conhecida: o fogão à lenha.

— Foi no fogão que começou. Estava tendo boato de que tinha sido deixado um pano na tubulação, mas não é verdade. A nossa teoria é de que foi colocada muita lenha e pela intensidade do fogo e a proximidade da parede de madeira, tudo aconteceu muito rápido — comenta o neto.

No fim, Rafael celebra tudo ter dado certo, dentro das circunstâncias: 

— No final, foi sorte estarmos chegando. Deu tudo certo, ninguém se feriu, só danos materiais. Podemos recuperar.

Para ajudar a família, é possível contatar a filha de Vitalina, Tere, pelo número (54) 9176-9865. Também auxiliam na arrecadação de donativos as vizinhas Luana, no (54) 99148-2114, e Paloma, no (54) 99671-2001.

Leia também
"Sairemos desta situação fortalecidos humana e espiritualmente", afirma Bispo Dom José Gislon, em Caravaggio
Residência tem perda total após incêndio no bairro Sagrada Família, em Caxias

 
 
 

Veja também

 
Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros