Multa para quem não usar máscara em Caxias do Sul a partir de segunda-feira é de mais de R$ 170 - Geral - Pioneiro

Vers?o mobile

 
 

Prevenção  02/05/2020 | 16h38Atualizada em 04/05/2020 | 14h02

Multa para quem não usar máscara em Caxias do Sul a partir de segunda-feira é de mais de R$ 170

Neste sábado, maior parte da população que circulava pela área central usava a proteção

Multa para quem não usar máscara em Caxias do Sul a partir de segunda-feira é de mais de R$ 170 Aline Ecker/Agência RBS
Neste sábado, maior parte da população que circulava pela área central usava a proteção Foto: Aline Ecker / Agência RBS

O uso de máscara será obrigatório a partir de segunda-feira (4) em Caxias do Sul.  Quem estiver sem a cobertura no rosto  poderá ser multado em até R$ 172,45. A medida pretende combater o contágio por coronavírus. Na tarde deste sábado (2), a reportagem circulou pela área central da cidade para observar se a população está pronta para cumprir a determinação da prefeitura. A reportagem percorreu a Avenida Júlio de Castilhos de Lourdes até o Cinquentenário. 

Para se ter uma ideia, do cruzamento com a Angelina Michelon, no bairro de Lourdes até a esquina com a Marquês do Herval, no Centro, contamos que, de 126 pessoas que circulavam pela via por volta das 14h, 90 usavam máscaras. Outras 32 estavam sem a proteção e quatro usavam a máscara no pescoço, o que não é indicado. Duas dessas pessoas andavam lado a lado, conversando: uma fumava e outra tomava sorvete. 

Leia mais
Prefeitura determina uso obrigatório de máscaras nas ruas de Caxias do Sul 
Uso de máscaras para prevenir coronavírus pode se tornar obrigatório em Caxias do Sul Campanha em Caxias do Sul arrecada tecidos e elásticos para confecção de máscaras 
Multa para quem estiver sem máscaras em Bento será de quase R$ 70
Primeiro dia da obrigatoriedade do uso de máscaras em Bento Gonçalves tem números positivos
Em decreto, prefeitura de Nova Petrópolis torna uso de máscara obrigatório

Na Praça Dante Alighieri, e na Júlio, da Dr. Montaury até a Garibaldi, no mesmo horário, o cenário era o mesmo: a maioria usava máscaras. A cada 10 pessoas, oito estavam com a proteção no rosto. Pelo menos quatro pessoas foram vistas usando protetor facial de acrílico.

O uso de máscara será obrigatório a partir de segunda-feira (4) em Caxias do Sul.  Quem estiver sem a cobertura em parte do poderá ser multado em até R$ 172,45. A medida pretende combater o contágio por coronavírus. Na tarde deste sábado (2), a reportagem circulou pela área central da cidade para observar se a população está pronta para cumprir a determinação da prefeitura. A reportagem percorreu a Avenida Júlio de Castilhos de Lourdes até o Cinquentenário. <!-- NICAID(14491058) -->
Foto: Aline Ecker / Agência RBS

O casal Raquel de Oliveira de Souza, 25 anos, e Pedro Machado da Silva, 35, andava de mãos dadas e com o rosto protegido pelo Centro:

- Logo depois que as atividades foram retomadas, que o isolamento social foi mudando, começamos a usar. Usamos sempre, até para ir até o mercado do bairro  -  afirma Raquel.

Para Pedro, a medida demorou para ser colocada em prática em Caxias do Sul:

- Sou totalmente a favor do uso de máscara. Quando teve o primeiro caso, a prefeitura já deveria ter obrigado as pessoas a usar para combater o vírus.

Apesar de estar de máscara, Márcio Schuquel, 36, que estava com o filho Alejandro, de cinco, que também usava a proteção, é contra o uso obrigatório:

- Coloquei porque será obrigatório. Eu não estava usando e não tenho o costume de usar. Vou usar se tem que usar, mas sou contra.

Apesar de estar sem máscara, Antônio Pereira, 39, diz que é a favor da medida.

-  Está no bolso, eu uso -  garante ele.

Um dos flagrados sem máscara, Márcio Oliveira, 27, não é favorável a obrigatoriedade:

- Não uso no dia a dia, só quando tenho que entrar no mercado, farmácia, ou em lugares que é obrigatório. Para ser bem sincero, não sei o que pensar sobre a realidade da situação do vírus na cidade. Não tenho o hábito, mas se é obrigado a usar, vou respeitar.

José Caetano, 67, também é a favor da medida adotada pela prefeitura:

- Será benéfico para todos. Uso desde que surgiram as de pano porque antes acreditava que tínhamos que deixar para quem trabalha na área de saúde. Temos que usar - diz. 

Uma mulher de 62 anos, que prefere não se identificar,disse que o único problema é que não consegue ficar o tempo todo com  a máscara, mas está usando:

- Uso desde o começo, desde quando surgiram os primeiros casos, mas confesso que não consigo usar o tempo todo. Quando estou na rua ela incomoda, dói a orelha. Já comprei uns cinco ou seis modelos e ainda não encontrei a adequada, mas sou totalmente a favor do uso.

A poucos metros dali, Cláudio Henrique da Silva, não usava máscara. Ele mostrou que a proteção estava no bolso e que não concorda com o uso em ambientes abertos.

-  Com máscara eu suo demais, é ruim. Mas se vai ser obrigatório, claro que vou ter que usar - reclama.

O que diz o decreto de Caxias do Sul

Todas as pessoas devem sair de casa e retornar usando a proteção de pano, que é a mais segura. Famílias em situação de vulnerabilidade receberão unidades confeccionadas pelo Banco do Vestuário, junto das cestas básicas que são distribuídas pela Fundação de Assistência Social (FAS). De acordo com o município, a própria comunidade fiscalizará, no que o município chamou de "Fiscalização Cidadã".

- Nossa equipe estará em ronda permanente observando a população e orientando. Se o cidadão for insistente em não usar, será aplicada uma multa entre R$ 90 a R$ 172,45 - afirma o secretário de Urbanismo, João Uez.

Em Bento Gonçalves uso já é obrigatório

Em Bento Gonçalves, a medida está em vigor desde a última sexta, dia 1º. Na primeira blitz realizada pela cidade foram realizadas 218 abordagens e apenas quatro pessoas estavam sem a cobertura no rosto. As ações foram realizadas na Rua Silva Paes e na Avenida Planalto. Quem for flagrado sem a máscara pode receber multa que chega a R$ 70.

Leia também
Em tempos de isolamento social e pouca exposição ao sol, saiba como manter os níveis de vitamina D
Agências que abriram para atender beneficiários em Caxias registraram movimento intenso
Combate a incêndios em vegetação de Gramado e Nova Petrópolis dura quase uma semana



 
 
 

Veja também

 
Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros