Força Aérea Brasileira leva protetores faciais de Caxias do Sul para outras cidades - Geral - Pioneiro

Versão mobile

 
 

Pandemia27/05/2020 | 11h17Atualizada em 27/05/2020 | 11h38

Força Aérea Brasileira leva protetores faciais de Caxias do Sul para outras cidades

Equipamentos de Proteção Individual são doados por grupo de empresas e entidades do Estado

Força Aérea Brasileira leva protetores faciais de Caxias do Sul para outras cidades Rossano Faé Mendonça / Divulgação/Divulgação
Ação foi realizada na segunda-feira Foto: Rossano Faé Mendonça / Divulgação / Divulgação

Um avião da Força Aérea Brasileira (FAB) levou 1,7 mil protetores faciais embarcados em Caxias do Sul para outros quatro municípios nesta semana. Os Equipamentos de Proteção Individual (EPIs), que consistem em uma tiara de PVC com uma viseira de pet, saíram do Aeroporto Hugo Cantergiani rumo à Ala 3 em Canoas, a antiga Base Aérea, na segunda-feira (25). Além do município da Região Metropolitana e de Porto Alegre, os produtos foram levados para Maceió, capital de Alagoas, e para Florianópolis, capital de Santa Catarina.

Os EPIs foram produzidos por meio da colaboração de um grupo de cerca de 30 empresas e entidades do Estado, além da Universidade de Caxias do Sul (UCS). Até agora, já foram dois embarques feitos por meio da parceria com o Ministério da Defesa. O primeiro, no final do mês passado, partiu de Canoas. No total, são 140 mil EPIs distribuídos para municípios em diversos Estados do Brasil e também para o Uruguai – para o país vizinho, foram 8 mil equipamentos. Além dos aviões da FAB, transportadoras também estão engajadas na destinação dos protetores. 

Conforme Rossano Faé Mendonça, um dos responsáveis pela ação, todos os produtos são doações para serviços de saúde e órgãos de segurança. As empresas e entidades fornecem o material e também a mão de obra para a produção. Outros 10 mil ainda serão produzidos, sem data de distribuição definida. Eles devem ir para municípios de Goiás e para o Distrito Federal.

Leia também
Transfusão de plasma convalescente é realizada em paciente para tratamento experimental contra o coronavírus em Caxias do Sul
"Nenhum paciente ficou sem atendimento", diz infectologista de hospital de Bento
Hospitais da Serra contam com onda de solidariedade no enfrentamento à covid-19

 
 
 

Veja também

 
Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros