FAS de Caxias vai adquirir cestas básicas para distribuir à população afetada pela pandemia - Geral - Pioneiro

Vers?o mobile

 
 

Ajuda aos necessitados30/05/2020 | 14h07Atualizada em 30/05/2020 | 14h07

FAS de Caxias vai adquirir cestas básicas para distribuir à população afetada pela pandemia

Entidade já distribui alimentos obtidos por meio de doações

FAS de Caxias vai adquirir cestas básicas para distribuir à população afetada pela pandemia Marcelo Casagrande/Agencia RBS
No último dia 20, empresários doaram 12 mil cestas básicas Foto: Marcelo Casagrande / Agencia RBS

A Fundação de Assistência Social (FAS) vai adquirir cerca de 55 mil cestas básicas para distribuir à população que ficou sem renda devido à pandemia de coronavírus. A licitação para a aquisição de pelo menos uma parte do total previsto foi publicada nesta sexta-feira (29), com previsão de distribuição já em junho.

Leia mais
CIC de Caxias entrega 130 toneladas de alimentos para distribuição a famílias necessitadas

De acordo com a presidente da entidade, Marlês Sebben, a compra vai ocorrer por meio de dois lotes distintos, um para a população que não dependia de serviços sociais até então e outro para pessoas que já eram atendidas pela FAS. Para a população que tinha uma renda até o início da pandemia e atualmente enfrenta dificuldade por conta dos efeitos econômicos, está prevista a compra de 20 mil cestas básicas, que serão distribuídas ao longo de quatro meses, sendo cinco mil por mês. A retirada deve ocorrer na sede da FAS, que fica na Rua Os 18 do Forte, 423, no bairro Lourdes.

Para os que já dependiam dos serviços a entidade planeja distribuir outras cinco mil cestas básicas mensais, mas o período será maior: até dezembro. Nesses casos, a retirada ocorre no Centro de Referência em Assistência Social (Cras) ao qual a pessoa é vinculada.

— Nesse momento a FAS tem que suprir a primeira necessidade, que é a alimentação. Não há um perfil só. Há pessoas que estavam bem e de uma hora para a outra não conseguiram mais se manter — afirma Marlês.

A cada retirada de alimento é realizada uma consulta para verificar se a pessoa já recebeu o auxílio. O objetivo é manter um controle para garantir que as cestas cheguem a todos que necessitem.

Apesar da compra, orçada em R$ 1,3 milhão, a FAS segue contando com doações da população para conseguir atender toda a demanda, já que a quantidade de alimento comprado não é suficiente. As cestas em distribuição atualmente, por exemplo, foram obtidas junto a empresários, que doaram 12 mil unidades, coordenados pela Câmara de Indústria, Comércio e Serviços (CIC) de Caxias do Sul. Entre as principais ações de arrecadação também está a campanha Caxias do Amor, realizada em parceria com a Diocese de Caxias do Sul.

Leia também
Subocupação, sobrecarga e precarização: impactos da crise podem ser piores para trabalhadores 

 
 
 

Veja também

 
Pioneiro
Busca
Imprimir
clicRBS
Nova busca - outros