Estudo da UFPel projeta quase 800 infectados pelo coronavírus em Caxias do Sul - Geral - Pioneiro

Vers?o mobile

 
 

Pandemia13/05/2020 | 15h08Atualizada em 13/05/2020 | 15h08

Estudo da UFPel projeta quase 800 infectados pelo coronavírus em Caxias do Sul

Terceira fase da pesquisa ocorreu entre os dias 9 e 11 de maio, tendo dois positivos na cidade

Estudo da UFPel projeta quase 800 infectados pelo coronavírus em Caxias do Sul Marcelo Casagrande/Agencia RBS
Foto: Marcelo Casagrande / Agencia RBS
Pioneiro
Pioneiro

O Governo do Rio Grande do Sul e a Universidade Federal de Pelotas (UFPel) divulgaram os resultados da terceira fase da pesquisa sobre a disseminação do coronavírus no Estado, nesta quarta (13). Segundo aponta esse estudo, pode-se projetar que para cada caso positivo confirmado de covid-19, existem outros nove que não foram notificados. Tendo por base essa equação e o número da última atualização da Secretaria Municipal da Saúde (SMS) de Caxias do Sul, na terça-feira (11), que era de 87 infectados, o município teria 783 pessoas contaminadas pelo vírus.

Leia mais
Idosa que, segundo a prefeitura, morreu de covid-19 em Caxias, estava recuperada do vírus

Os dados da UFPel apontam que existe no Rio Grande do Sul 24.860 pessoas que contraíram a covid-19, ou seja, uma pessoa a cada 454 está infectada. Além disso, considerando esses dados, a taxa de mortalidade do Estado, que tem 111 vítimas já oficializadas, seria de 0,42% (pelos números oficiais, essa taxa aumenta para 4%). Das 4,5 mil pessoas entrevistadas e submetidas ao teste rápido para detectar a presença de anticorpos no organismo nesta rodada, 10 tiveram resultado positivo, sendo que quatro são moradoras de Passo Fundo. Em Caxias, os infectados foram uma mulher e o seu filho.

Alguns dados também chamaram a atenção. Caxias do Sul é a cidade, entre as nove que estão na pesquisa, que menos está aderindo ao isolamento - 36% das 500 pessoas que foram entrevistadas no município disseram que saem de casa diariamente, 46,4% dizem sair apenas para atividades essenciais e 17% está isolada em domicílio.

A pesquisa também traz detalhes sobre os principais sintomas naqueles que testaram positivo. Entre os 18 que já foram confirmados com a covid-19, a dor de garganta foi o problema mais presente, com 22%. Logo depois, vem alterações no olfato e/ou paladar, tosse e diarreia empatados com 17%. A febre é a menos presente, apenas 6% disseram ter este sintoma.

A pesquisa liderada pela UFPel é uma das com maior número de participantes já realizada -  a cada rodada são testados e entrevistados 4,5 mil pessoas em nove cidades. Participam do estudo Caxias, Canoas, Ijuí, Passo Fundo, Pelotas, Porto Alegre, Santa Maria, Santa Cruz do Sul e Uruguaiana. A última rodada deste estudo será entre os dias 23, 24 e 25 de maio.

Leia também
Experimento em animais atesta confiabilidade de respirador desenvolvido em Caxias do Sul

 
 
 

Veja também

 
Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros