Chuva ajuda a recuperar barragens na Serra, mas ainda é insuficiente para propriedades rurais - Geral - Pioneiro

Vers?o mobile

 
 

Estiagem14/05/2020 | 13h41Atualizada em 14/05/2020 | 13h41

Chuva ajuda a recuperar barragens na Serra, mas ainda é insuficiente para propriedades rurais

Estação meteorológica de Caxias do Sul registrou volume de 57,9 milímetros desde terça-feira

Chuva ajuda a recuperar barragens na Serra, mas ainda é insuficiente para propriedades rurais Ivan Miguel Feijó / Divulgação/Divulgação
Em Caxias, onde foram instaladas caixas d'água em propriedades rurais, sindicato avalia que quantidade de chuva é insuficiente para recuperar vertentes Foto: Ivan Miguel Feijó / Divulgação / Divulgação

A chuva que caiu nesta semana na Serra Gaúcha ajudou a recuperar parcialmente o nível de barragens, como em Nova Petrópolis e Garibaldi, e também favorece a produção rural. No entanto, a avaliação do Sindicato dos Trabalhadores Rurais de Caxias do Sul, onde a prefeitura já teve de instalar caixas d'água em propriedades rurais para ajudar no abastecimento dos moradores, é de que a recuperação de vertentes e açudes, por exemplo, demanda uma quantidade maior de chuva.

Entre a terça-feira (12) à noite e a manhã desta quinta-feira (14), a estação do Instituto Nacional de Meteorologia localizada no aeroporto de Caxias registrou 57,9 milímetros de chuva. Isso significa menos da metade da média mensal, que varia de 120 milímetros a 170 milímetros.

O presidente do Sindicato dos Trabalhadores Rurais de Caxias, Rudimar Menegotto, salienta que a precipitação é irregular e nem todas as localidades têm a mesma quantidade de chuva. A avaliação inicial é de que o volume desta semana melhorou a condição para a semeadura, principalmente de pastagens e alguns tipos de hortaliças, já que antes o solo estava tão seco que não havia condições de germinação. Mas Menegotto explica que a quantidade registrada nesta semana é insuficiente para que se aproxime da normalização necessária para o abastecimento humano e de animais.

— Ainda precisamos de muito mais chuva. É uma chuva que veio para amenizar um pouco a situação, mas se olhar para aumentar o nível dos reservatórios, ainda precisa de mais — comenta.

Leia mais
Chove em 12 horas mais que em todo o mês de abril em Caxias do Sul

Mesmo que os impactos da estiagem prolongada sejam difíceis de minimizar rapidamente, a chuva desta semana gerou benefícios para a região. Em Nova Petrópolis, o nível de reservação de água na barragem, que estava em 24% na segunda-feira (11), saltou para 67% nesta quinta-feira. A barragem chegou ao nível de 6 metros, o que não ocorria desde o início de abril. O extravasamento ocorre quando ela está acima de 8,4. Ainda assim, a quantidade atual é um alívio para os moradores da cidade:

— Ela (a chuva) nos garante tranquilamente que em mais 30 dias sem chuva, a gente consegue manter (o abastecimento) — detalha o gestor da unidade da Corsan em Nova Petrópolis, Sadi Zimmermann.

Segundo ele, também está suspensa a partir desta quinta a ação de 10 caminhões-pipa que levavam água de poços no interior para o abastecimento na cidade.

Já em Garibaldi, outro município em que a barragem é bastante afetada pela estiagem, a chuva fez o nível subir de 20 centímetros para 35 centímetros. O normal é de 2,4 metros. Apesar de estar ainda muito abaixo do ideal, o gestor da unidade da Corsan na cidade, Alessandro Tavares, também avalia que a chuva trouxe uma condição muito mais favorável para o município que, mesmo em condições normais, tem o apoio de poços para o abastecimento. Conforme Tavares, não há previsão de racionamento em Garibaldi.

Leia também
Empresas poderão realizar acessos asfálticos no Estado em troca de desconto no ICMS
Seis municípios da Serra têm surtos de coronavírus em locais fechados
Mulher descumpre quarentena e responderá por crime contra a saúde pública em Garibaldi


 
 
 

Veja também

 
Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros