Após ficar duas semanas internada com coronavírus, idosa de Caxias comemora volta para casa - Geral - Pioneiro

Versão mobile

 
 

Covid-1927/05/2020 | 17h18Atualizada em 27/05/2020 | 17h18

Após ficar duas semanas internada com coronavírus, idosa de Caxias comemora volta para casa

Josefina Vargas, de 79 anos, saiu do hospital nessa quarta-feira

Após ficar duas semanas internada com coronavírus, idosa de Caxias comemora volta para casa Divulgação/Hospital Virvi Ramos
Josefina Vargas, de 79 anos, saiu do hospital nessa quarta-feira Foto: Divulgação / Hospital Virvi Ramos

Em meio a uma constante luta de toda a sociedade contra o novo coronavírus, com número de mortes que assusta o mundo todo, Caxias do Sul teve uma boa notícia nesta quarta-feira (27). Aos 79 anos, Josefina Terezinha Vargas deixou o hospital de campanha, no Virvi Ramos, duas semanas após receber tratamento contra a covid-19. 

Leia mais
Como Garibaldi encara o crescimento de casos positivos da covid-19
Acompanhe os casos confirmados na Serra

Dona Josefina estava internada desde o dia 13 de maio. Na saída do quarto, no corredor, enquanto se encaminhava para receber a alta médica, ela foi aplaudida por médicos, enfermeiros e funcionários do hospital. Em suas mãos, segurava uma folha com a mensagem "Eu venci a covid-19".

Segundo Jussara Vargas, filha de dona Josefina, o processo até que a mãe fosse internada gerou muita preocupação, principalmente pela situação que ela chegou ao hospital.

— Logo depois do Dia das Mães, ela baixou hospital. Num dia fizeram o exame da covid-19 e no outro tivemos o resultado. E dali em diante foi uma luta para todos nós. Inclusive para ela, sendo uma senhora de 79 anos, não foi nada fácil — afirma Jussara, explicando que antes da internação, os sintomas da doença já estavam presentes:

— Ela já baixou com uma pneumonia e foi se agravando mais. Em casa, ela já estava em um estado meio grave. Fomos e voltamos da UPA, mas chegou uma hora em que ela não aguentou mais. Quando foi para o hospital, logo recebeu os medicamentos e conseguiu reagir bem.

A família garante que tomou todas as medidas de precaução, mas ainda assim dona Josefina não conseguiu ficar longe do vírus.

— Quando começou o isolamento, ela ficou em casa totalmente. As únicas saídas dela foram para o postinho e para a UPA, para atendimentos médicos. A gente acredita que foi nesse tempo, mas não sei dizer onde ela pegou realmente. Tínhamos um cuidado extremo com ela por conta da idade — relata a filha.

Em casa e recuperando as forças após o período no hospital, dona Josefina e a família comemoram a vitória após o susto.

— Ela está muito bem, muito feliz. Todos nós. Foi uma bênção de Deus. Foi um sofrimento muito grande para toda a família porque achamos que ela não ia conseguir pelo estado em que baixou no hospital. Mas, com a graça de Deus, minha "véia" é forte. Conseguimos — conclui, aliviada, Jussara.

Leia também
Caxias do Sul fecha mais de 5 mil vagas de emprego em abril

 
 
 

Veja também

 
Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros