Acessos ao Santuário de Caravaggio, em Farroupilha, serão bloqueados no fim de semana - Geral - Pioneiro

Vers?o mobile

 
 

Com gradis e viaturas21/05/2020 | 12h45Atualizada em 21/05/2020 | 12h45

Acessos ao Santuário de Caravaggio, em Farroupilha, serão bloqueados no fim de semana

Objetivo é evitar aglomerações, já que missas serão transmitidas via internet

Acessos ao Santuário de Caravaggio, em Farroupilha, serão bloqueados no fim de semana Lucas Amorelli/Agencia RBS
Foto: Lucas Amorelli / Agencia RBS

Os acessos ao Santuário de Nossa senhora de Caravaggio, em Farroupilha, serão bloqueados a partir deste sábado (23) até a próxima terça-feira (26). O objetivo é evitar que fiéis se desloquem até a igreja e promovam aglomerações, já que a romaria deste ano será apenas virtual.

Leia mais
Pela primeira vez na história, Romaria de Caravaggio será exclusivamente virtual
Igreja pede para os fiéis não irem ao Santuário de Caravaggio, em Farroupilha
Parque do Santuário de Caravaggio em Canela estará fechado no dia 26

A medida foi elaborada em conjunto pelo Ministério Público (MP), prefeitura, Brigada militar (BM) e Comando Rodoviário da Brigada Militar (CRBM) em uma reunião realizada na última segunda-feira (18). As barreiras, que consistirão em gradis e viaturas policiais, serão posicionadas nos Caminhos de Pedra, após a localidade de São Marcos, na localidade de Capela de Todos os Santos, pouco antes do chamado Morro da Busa, e na Estrada dos Romeiros, após o pronto-atendimento da Unimed. Apenas moradores das proximidades terão acesso permitido, mas eles terão que ser cadastrados previamente pela prefeitura.

De acordo com o promotor de Farroupilha, Ronaldo Lara Resende, os bloqueios começam entre 3h e 4h deste sábado e serão mantidos permanentemente durante todo o feriadão. A decisão, segundo ele, foi tomada porque existe a possibilidade de muitas pessoas que fizeram promessas se deslocarem até o santuário, contrariando as recomendações. Como existe um decreto em vigor que proíbe missas com mais de 30 pessoas e a fiscalização tem agido para coibir aglomerações em outros pontos da cidade, não faria sentido permitir o acesso, na visão dele.

—Vai haver não só viatura, como policiais o tempo todo, então não passa nem a pé, nem de carro. Vai ter pessoas que vão sair de madrugada, vão chegar a dois ou três quilômetros do santuário e vão ter que voltar. Agora, se você deixar a pessoa chegar no pátio do santuário, aí não tem o que fazer, não tem polícia que controle. É certo que se você apenas orientasse, as pessoas não iriam deixar de ir pela questão das promessas — explica o promotor.

Esta é a primeira vez em 141 anos que a romaria de Caravaggio não é realizada. As missas ocorrerão com portas fechadas e sem presença de público, com transmissão via redes sociais e veículos de comunicação. Os trajetos entre Caxias do Sul e o centro de Farroupilha ao santuário não contarão com a estrutura normalmente oferecida aos fieis, como pontos de parada, distribuição de água e banheiros. Em Caxia, a fiscalização de trânsito e servidores da Secretaria de Segurança Pública e Proteção Social (SMSPPS) estarão em quatro pontos estratégicos para orientar eventuais fieis de que não haverá pontos de apoio ao longo do caminho.

Nesta quarta-feira (20) o reitor do santuário, padre Gilnei Fronza, reforçou o pedido para que ninguém se desloque até lá. Ele também solicitou que os romeiros que normalmente participam das celebrações doem alimentos para simbolizar o ato.

Leia também
A fé que não é adiada: a história da romaria de Caravaggio e o futuro com edição online
Governo anuncia adiamento da aplicação de provas do Enem
"Me achava o cara, pensava que não ia dar nada", relembra ex-morador de rua de Caxias do Sul 

 
 
 

Veja também

 
Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros