Governo decreta fechamento do comércio para todos os municípios do RS até 15 de abril - Geral - Pioneiro

Vers?o mobile

 
 

Pandemia 01/04/2020 | 07h38Atualizada em 01/04/2020 | 08h21

Governo decreta fechamento do comércio para todos os municípios do RS até 15 de abril

Municípios da Serra que flexibilizaram medidas devem manter apenas serviços essenciais

Governo decreta fechamento do comércio para todos os municípios do RS até 15 de abril Marco Favero/Agencia RBS
Governador anunciou um novo decreto que determina o fechamento do comércio em todos os municípios gaúchos Foto: Marco Favero / Agencia RBS

O governador Eduardo Leite (PSDB) anunciou na noite desta terça-feira (31) um novo decreto que determina o fechamento do comércio em todos os municípios gaúchos. A medida é válida a partir desta quarta-feira (1º), quando o documento será publicado em edição extra do Diário Oficial do Estado. O documento proíbe a abertura dos estabelecimentos comerciais até 15 de abril.

Em um comunicado por vídeo nas redes sociais, o governador aponta que a medida é necessária para evitar que os municípios flexibilizem as medidas de restrição tomadas para conter o avanço dos casos de coronavírus. Na Serra, cidades como Vacaria e São Marcos decidiram abrir o comércio. Em Canela, as lojas também voltariam a abrir a partir desta quarta. Em Flores da Cunha, o comércio abriu no último sábado (28), mas devido ao aumento da circulação de pessoas, até do grupo de risco, a prefeitura recuou e voltou a fechar as portas. 

Leia mais
Estadual, municipal ou da União: afinal, qual decreto vale?
O que dizem os decretos de seis cidades da Serra sobre o combate ao coronavírus
Com decretos que liberam abertura do comércio, moradores de cidades na Serra voltam a circular

O prefeito de Vacaria, Amadeu Boeira (PSDB), afirmou que se baseou no decreto estadual e também na realidade do município, que não tem nenhum caso confirmado até agora. Esse também foi o apontamento do prefeito de Flores da Cunha, Lídio Scortegagna (MDB), que cobrou sintonia entres os governos federal e estadual sobre as medidas adotadas no combate ao vírus. 

Com a medida de Leite, todas as cidades da Serra devem fechar o comércio. O governador frisa que o crescimento dos casos em todo o Rio Grande do Sul é um indicativo de que o momento de retomada das atividades ainda não chegou.

— Devemos ser mais rigorosos e não afrouxar restrições. Concluímos, com base em dados da evolução do vírus e estudos técnicos que esta é a hora de estabelecermos a uniformidade nas restrições ao contato no Rio Grande do Sul. Estamos vendo mais pessoas e mais municípios nos quais o contágio se confirma e precisamos manter esses cuidados para termos mais tempo para fortalecer a nossa rede de atenção hospitalar — afirmou ele. 

A expectativa do governo estadual é adquirir até o dia 15 de abril mais equipamentos e estruturas de atendimento para os hospitais, com a chegada de kits de testagem, exames rápidos e respiradores para UTI. O governador também confirmou que está sendo aprimorado o sistema de confirmação de casos e um novo protocolo para realização de exames, com o apoio de diferentes universidades.

— Este novo decreto é focado também para evitar a circulação de pessoas no feriado (de Páscoa). A data não será para passeios e até por isso seguimos mantendo o fechamento das praias no litoral — reforçou Leite.

O decreto garante a manutenção dos serviços essenciais, como supermercados e farmácias, e também dos setores responsáveis pela assistência a esses serviços. A indústria e a construção civil também estão liberadas para seguir operando, mas com a ressalva de que as prefeituras podem analisar essa determinação de forma independente.

Leia também
"Nossa curva começou a subir e está tomando velocidade", relata infectologista do Tacchini
UCS e FSG dizem não ser impactadas com ampliação do período sem aulas presenciais
Alô, Caxias amplia instalações e equipe para atender demanda da comunidade

 
 
 

Veja também

 
Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros