Bairro Lourdes: a família de João Zandomeneghi - Geral - Pioneiro

Vers?o mobile

 
 

Memória27/04/2020 | 07h01Atualizada em 27/04/2020 | 07h01

Bairro Lourdes: a família de João Zandomeneghi

Bazar e comércio de secos e molhados fidelizou gerações de consumidores

Bairro Lourdes: a família de João Zandomeneghi Acervo de família/Divulgação
São Victor da 5ª Légua em 1935: O casal João e Victoria Pissaia Zandomeneghi (sentados) com os filhos Gema, Antonieta, Regina, Pedro (atrás), Mariano, Armando e Helena (à frente) Foto: Acervo de família / Divulgação

A coluna de sábado, sobre o “morador raiz” do bairro Lourdes, coincide com um material enviado, ainda na semana passada, pelos descendentes do senhor João Zandomeneghi. Trata-se de um dos moradores responsáveis por um dos comércios mais lembrados do bairro, que seguiu  com um dos filhos e fidelizou gerações de consumidores.

Toda  essa história tem início ainda no final do século 19, no Travessão Solferino, em São Victor da 5ª Légua. Foi lá que, em 2 de abril de 1892, nasceu Giovanni (João) Zandomeneghi, um dos cinco filhos do casal Pietro Zandomeneghi e Regina Brizotto – e irmão de Agostinho, Angelina, Antonina e Giacomina.

Leia mais
Você é um morador "raiz" de São Pelegrino?
Você é um morador "raiz" de Lourdes?
Você é um "morador raiz" do bairro Rio Branco?

Conforme informações disponibilizadas pela família, aos 22 anos, João casou-se com a jovem Victoria Pissaia (1893-1970), nascendo dessa união sete filhos: Gema, Antonieta, Regina, Pedro, Mariano, Armando e Helena. Atuando desde cedo no segmento agrícola – e bastante influenciado pelo pai –, João e o irmão Agostinho tornam-se membros fundadores da Cooperativa Vinícola São Victor Ltda, surgida em 1929, inicialmente no porão da casa da família.

Com a expansão dos negócios, a sede da cooperativa é instalada em um novo endereço, na Rua Dr. Augusto Pestana, defronte ao prédio da Estação Férrea – para facilitar o transporte e a distribuição dos produtos. Enquanto Agostinho fixa-se no bairro São Pelegrino - no lendário casarão da Rua Feijó Jr., ao final da Rua Os Dezoito do Forte –, João e a família mudam-se, em 1938, para a área central – mais precisamente para o bairro de Nossa Senhora de Lourdes, no início da Dezoito. É quando seu João funda, em sociedade com o genro Octávio Peteffi, no ano de 1939, a empresa Zandomeneghi e Peteffi Ltda, dedicada ao comércio de secos & molhados, ferragens, armarinhos e confecções. 

Com a colaboração de João Luiz Zandomeneghi e Maria Cristina Zandomeneghi Bergamaschi (netos) e de Guilhermo Bergamaschi (bisneto)

Leia mais
Cripta do Santo Sepulcro na década de 1930 Zambelli & Locatelli: os detalhes do interior da Igreja do Santo Sepulcro Memórias da Júlio: as histórias que rondam o velho casarão ao lado do Santo Sepulcro Giovanni Argenta e os primórdios da Catedral Caravaggio e a Via-Sacra de Locatelli em 1960  

Os filhos de João e Victória Zandomeneghi em 1981: em pé, Regina, Armando, Mariano e Pedro. Sentados, Antonieta, Gema e Helena  <!-- NICAID(14486197) -->
Os filhos de João e Victória Zandomeneghi em 1981: em pé, Regina, Armando, Mariano e Pedro. Sentados, Antonieta, Gema e HelenaFoto: Acervo de família / Divulgação

O Comércio

A sede do então novo empreendimento localizava-se ao lado do atual Restaurante Alvorada, na Rua Os 18 do Forte. Lá, João Zandomeneghi permaneceu na administração das atividades até 1959. Posteriormente, foi sócio no negócio de secos & molhados do filho homem mais velho, Pedro, que herdou o zelo pelo trabalho e o espírito empreendedor do pai.

Impossível não lembrar do lugar: o estabelecimento funcionou por décadas no coração do bairro, na esquina das ruas Angelina Michelon e Os Dezoito do Forte – atual loja FortSport, Eletrônica Zandomeneghi e lancheria Vivaldo’s. 

Quem do bairro não passou por lá?

Atuação comunitária

Homem de forte religiosidade, João Zandomeneghi atuou na comissão pró-construção da igreja de São Vitor e Corona no período em que residiu na 5ª Légua. Já estabelecido em Lourdes, auxiliou na construção do templo de alvenaria, na década de 1940. 

Na foto maior acima de fevereiro de 1935, vemos João, a esposa, Victoria, e os filhos defronte ao casarão da 5ª Légua. Da esquerda para direita, atrás, estão os irmãos Gema, Antonieta, Regina e Pedro. À frente, Mariano, João, Armando, Victoria e Helena. Na imagem ao lado, um registro dos sete filhos em 1981: em pé, Regina, Armando, Mariano e Pedro. Sentados, Antonieta, Gema e Helena.

João Zandomeneghi faleceu em 3 de março de 1965, aos 71 anos. Ele dá nome a uma rua adjacente ao Hospital do Círculo, no bairro Jardim América. 

Leia mais
Memória: Lola Salles, entre agulhas e tecidos desde 1937
Confira outras publicações da coluna Memória
Leia antigos conteúdos do blog Memória 


 
 
 

Veja também

 
Pioneiro
Busca
Imprimir
clicRBS
Nova busca - outros