UPAs de Caxias terão estrutura externa para atender pacientes com sintomas respiratórios - Geral - Pioneiro

Vers?o mobile

 
 

Pré-triagem26/03/2020 | 14h48Atualizada em 26/03/2020 | 15h01

UPAs de Caxias terão estrutura externa para atender pacientes com sintomas respiratórios

Objetivo é separar os pacientes que podem estar com o coronavírus 

UPAs de Caxias terão estrutura externa para atender pacientes com sintomas respiratórios Lucas Amorelli/Agencia RBS
Estrutura começou a ser montada nesta manhã em frente à UPA Central de Caxias do Sul Foto: Lucas Amorelli / Agencia RBS

Começaram a ser erguidas nesta quinta-feira (26), na frente da UPA Central e da UPA Zona Norte de Caxias do Sul, estruturas que vão se encarregar de uma triagem da população que buscar o atendimento nessas unidades com sintomas respiratórios. Em entrevista ao programa Gaúcha Hoje, da rádio Gaúcha Serra, na manhã desta quinta-feira, o Secretário da Saúde de Caxias, Jorge Olavo Hahn Castro, explicou o funcionamento do local:

— Vamos construir uma unidade em cada UPA de pré-triagem. O que significa isso: todo o paciente vai ser avaliado se tem suspeita de síndrome gripal ou não. O sistema irá funcionar para que ele só entre na UPA após a triagem, para que não haja na sala de espera uma mistura de pacientes com síndrome gripal e os que vão consultar por outros motivos.

A Secretaria da Saúde informa que cinco consultórios adultos e dois pediátricos, além de salas de cadastro, triagem e espera fazem parte da planta da estrutura que está sendo erguida na rua Marechal Floriano, entre as ruas Vinte  de Setembro e Ernesto Alves. Por conta dos atendimentos, o trecho da via em frente a UPA Central foi fechado pela secretaria de trânsito. 

Já na UPA Zona Norte, a estrutura será composta por três consultórios, salas de cadastro, triagem, espera e de observação.Conforme Castro, pacientes que apresentarem sintomas leves serão orientados a voltar para casa com analgésico e antitérmico e repouso por 14 dias. Apenas os casos mais graves serão levados para um ambiente específico de atendimento dentro da UPA. O secretário também informa que a UPA Central será a preferencial para atendimento de pacientes com sintoma respiratório, ficando a UPA Zona Norte preferencial para outros atendimentos.

— Quem estiver, por exemplo, com dor de barriga, vai na UPA Zona Norte. 

Caxias do Sul recebeu R$ 1,5 milhão repassados pelo Estado de um total de R$ 32,4 milhões da verba encaminhada pelo Ministério da Saúde. Segundo o governo estadual, esses recursos serão utilizados preferencialmente para organização de centros de triagem de pacientes nos municípios. Na Serra, além de Caxias, Vacaria foi contemplada com R$ 197 mil.

Em relação a esta verba, Castro afirmou na entrevista que será usada nas diferentes necessidades de enfrentamento da pandemia de coronavírus. Este é o primeiro recurso que chegará de repasses para o município.

Decreto e isolamento

O secretário da Saúde defendeu as medidas de fechamento de estabelecimentos em geral e a interrupção de atividades em Caxias do Sul para que as pessoas fiquem em casa. Segundo ele, por pelo menos 15 dias deve vigorar o decreto municipal com as restrições, podendo ser reavaliado ao fim deste período.

Segundo Castro, as medidas têm se mostrado eficazes. Ele argumenta que, até o momento, há apenas um caso de paciente com quadro grave, que está internado.

— Em uma população de 500 mil, esse é um bom resultado, é um bom parâmetro — afirmou.

Ouça a entrevista na íntegra:

Leia Também
UCS busca doações para produzir álcool em gel para postos de saúde em Caxias

 
 
 

Veja também

 
Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros