Secretaria de Urbanismo interdita cinco estabelecimentos que não cumpriram decreto de prevenção - Geral - Pioneiro

Vers?o mobile

 
 

Coronavírus24/03/2020 | 16h56Atualizada em 25/03/2020 | 10h45

Secretaria de Urbanismo interdita cinco estabelecimentos que não cumpriram decreto de prevenção

Três postos de gasolina e duas lojas de materiais de construção foram fechadas

Secretaria de Urbanismo interdita cinco estabelecimentos que não cumpriram decreto de prevenção SMU/Divulgação
Na foto, um dos estabelecimentos que foram visitados pela equipe da prefeitura Foto: SMU / Divulgação

Embora a maior parte dos estabelecimentos tenha aderido à causa mundial e esteja cumprindo o decreto de prevenção ao coronavírus, seja fechados, em horários restritos ou somente mediante entrega, ainda há lugares em Caxias do Sul que a saúde da população parece ter ficado em segundo plano em prol de ganhos financeiros. Cinco deles foram interditados pela fiscalização.

Desde a última sexta-feira, o Alô, Caxias, canal direcionado para receber solicitações de serviços, comunicar sugestões, reclamações e irregularidades, recebeu aproximadamente 1,6 mil denúncias de descumprimento do decreto municipal em prevenção à covid-19. O documento obriga o fechamento de vários segmentos do comércio na cidade, como forma de evitar a circulação de pessoas nas ruas.

— Vem sendo uma quantidade absurda de denúncias, seja pela central ou pelas redes sociais. Estamos realizando uma advertência verbal - prevista em lei - e solicitando fechamento. Caso não seja cumprido, há uma notificação e depois interdições — explicou o diretor de Operações da Fiscalização da Secretaria de Urbanismo (SMU) de Caxias do Sul, Rodrigo Lazarotto.

Leia mais
Ensino privado de Caxias do Sul terá cobrança integral de mensalidades sobre março
Secretaria da Saúde desmente vídeos de imigrante que teria morrido por coronavírus

Conforme a prefeitura, os bairros com maior número de reclamações são Santa Fé, Serrano, Cruzeiro e Bela Vista. Os casos envolvem bares, ferragem, material de construção, salão de beleza e mecânica. No entanto, as ligações também mencionavam grande circulação de pedestres. Cerca de 40% das denúncias foram consideradas vazias, pois conferiram irregularidades. Três postos de gasolina e duas lojas de materiais de construção foram interditadas por não cumprirem os horários determinados. Cerca de 60 estabelecimentos foram notificados e mil advertidos. Os bingos foram multados.

— Estamos tentando fazer uma fiscalização mais preventiva, trabalhando no ponto de vista de aconselhamento, explicando o que as pessoas não podem fazer. O interesse da prefeitura, sabendo da dificuldade que está por vir, não é sair multando e gerar um abalo financeiro para os donos de estabelecimentos — disse Lazarotto.

Mais de 1,6 mil estabelecimentos foram vistoriados pela secretaria municipal de urbanismo em quatro dias de decreto contra o coronavírus em Caxias do Sul. Equipe de15 servidores atua em vistorias permanentes. <!-- NICAID(14459645) -->
Foto: SMU / Divulgação

No canal Alô, Caxias, oito pessoas estão a postos entre 10h e 16h para receber as denúncias, e elas também podem ser feitas a qualquer momento pelo SAC, no site da prefeitura municipal. Além dos canais de comunicação, a SMU tem seis equipes de fiscalização que estão circulando pelas ruas da cidade.

Conforme Lazarotto, a secretaria tem consciência de que ainda há muitos estabelecimentos funcionando de forma irregular, seja na região central ou em bairros de Caxias, e nos próximos dias será divulgado um mapa de calor sinalizando os locais com mais irregularidades.

Leia também
Juventude decide conceder  férias coletivas ao grupo de jogadores
VÍDEO: Jogadores do Caxias realizam pedidos aos torcedores na luta contra o coronavírus 

 
 
 

Veja também

 
Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros