"Salvamos mais de 100 famílias", diz comandante da operação contra incêndio no Charqueadas - Geral - Pioneiro

Vers?o mobile

 
 

Chamas15/03/2020 | 11h17Atualizada em 15/03/2020 | 11h17

"Salvamos mais de 100 famílias", diz comandante da operação contra incêndio no Charqueadas

Oito casas foram destruídas completamente pelo fogo

"Salvamos mais de 100 famílias", diz comandante da operação contra incêndio no Charqueadas Elizeu Evangelista/Divulgação
Pelo menos 12 pessoas ficaram intoxicadas pela fumaça Foto: Elizeu Evangelista / Divulgação
Pioneiro
Pioneiro

O Corpo de Bombeiros de Caxias do Sul trabalhou das 18h52min até as 23h35min do sábado (14) no incêndio de grande porte ocorrido no bairro Charqueadas, em Caxias do Sul. A ocorrência foi registrada no endereço da Rua Antônio Gattermann, mas o foco das chamas foi uma pequena casa de madeira localizada num beco, um pouco mais abaixo dessa rua.

Leia mais
Pelo menos 13 famílias foram atingidas por incêndio no bairro Charqueadas, em Caxias
Bombeiros combatem incêndio em Caxias do Sul

— O incêndio se concentrou numa parte de invasão onde não conseguíamos entrar com o caminhão. Era uma casa de madeira de 20 metros quadrados. Como as residências ali são grudadas umas nas outras e todas de madeira, o fogo foi se alastrando rapidamente — disse o sargento Júlio Cristiano Santos da Rosa, que foi o comandante da operação no Charqueadas.

Os bombeiros levaram 13 minutos para se deslocar até o bairro. O incêndio deixou oito casas completamente destruídas e pelo menos cinco parcialmente danificadas.  

— Só depois de uma hora de trabalho conseguimos chegar no local onde o fogo havia começado. Começamos o combate da rua de cima, o fogo só não se alastrou mais porque conseguimos proteger molhando os telhados. Nós protegemos mais de 100 casas, salvamos mais de 100 famílias — reforçou o sargento.

De acordo com o ocorrência do Corpo de Bombeiros, 12 pessoas ficaram intoxicadas pela fumaça e tiveram de ser encaminhadas a atendimento no Hospital Geral e Pompéia. Nenhuma delas, no entanto, teve queimaduras por conta do fogo. A equipe dos bombeiros precisou ainda resgatar quatro pessoas dentro de casa.

— São casos de pessoas que acabam tentando voltar para salvar alguma coisa, acabam envoltas pela fumaça e precisam ser carregadas pelos bombeiros — relatou Rosa.

Pelo menos 11 bombeiros trabalharam no combate às chamas, com auxílio dos bombeiros de Farroupilha, além do Samae e da Marcopolo, no fornecimento de água para abastecer os caminhões. A causa do incêndio não ficou esclarecida. As famílias desabrigadas estão em casas de familiares e amigos, neste domingo. A partir desta segunda, a Fundação de Assistência Social vai conduzir um levantamento para saber as necessidades de cada uma delas.

Leia também
Homem é preso por tentativa de feminicídio em Caxias
Livro com Histórias de Seu Valter será lançado dia 2 de abril
Volare conquista Prêmio Lótus 

 
 
 

Veja também

 
Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros