Orientações sobre calendário de aulas no Estado serão repassadas a partir desta quarta-feira - Geral - Pioneiro

Vers?o mobile

 
 

Covid-1931/03/2020 | 18h25Atualizada em 31/03/2020 | 18h35

Orientações sobre calendário de aulas no Estado serão repassadas a partir desta quarta-feira

Atividades estão suspensas até o final de abril por decreto do Governo do RS

Orientações sobre calendário de aulas no Estado serão repassadas a partir desta quarta-feira Jonas Ramos/Agencia RBS
Foto: Jonas Ramos / Agencia RBS

O governador do Estado do Rio Grande do Sul, Eduardo Leite, realizou um pronunciamento oficial nas redes sociais nesta terça-feira (31). Por meio dele, Leite anunciou a prorrogação da suspensão das aulas no Estado até o dia 30 de abril. 

Leia mais:
Governo do RS suspende aulas até 30 de abril

A titular da 4ª Coordenadoria Regional de Educação (4ª CRE), Viviane Devalle, afirma que ainda não há definição a respeito do calendário escolar. Ou seja, de como ele será vencido.

— Ouvimos a live do Governador agora à tarde e, amanhã (quarta-feira), durante o dia, teremos uma conferência virtual com a Seduc, onde será nos passado como será operacionalizado. Mas acredito que teremos aulas programadas, com encaminhamento de trabalho para os alunos realizarem em casa — expõe Viviane.

Conforme nota divulgada pelo governo Estadual, foi implementada a metodologia das aulas programadas, envolvendo diversos recursos pedagógicos tecnológicos, o que inclui plataformas digitais e aplicativos. Sendo assim, as atividades propostas serão desenvolvidas por meio de programas as quais todos os alunos tenham acesso, como WhatsApp ou Facebook, por exemplo. 

Em relação a hipótese de recuperar as aulas no período de férias de inverno, a titular disse que ainda não há nenhuma confirmação:

— Não tem nada definido, não falamos sobre isso ainda. Até porque, em julho, não são férias, é recesso. O período de férias, efetivamente, é em janeiro e fevereiro. 

Em relação a rede municipal, o presidente do  Conselho Municipal de Educação (CME), Lucas Caregnato, também manifestou-se por meio das redes sociais na tarde desta terça-feira (31). Segundo ele, o município também se insere no decreto. 

— Com o anúncio que o governador acaba de fazer, as aulas passam a ser suspensas em todo o território estadual gaúcho. Ou seja, para todas as instituições de ensino, de todas as etapas, níveis e modalidades. Tanto da rede pública, como da privada, elas se inserem nesse decreto do governador — disse Caregnato, que complementou falando sobre o calendário escolar: 

— Os conselhos municipais vão, posteriormente, tratar sobre questões atinentes ao calendário, a reorganização dele, a reposição dos dias letivos. Mas essa é uma outra discussão. Nesse momento, é importante deixar claro que a vigência do anúncio do decreto que será publicado amanhã (quarta-feira), é para todo território do Rio Grande do Sul e não apenas para a rede estadual. 

A Secretária de Educação de Caxias do Sul, Flávia Vergani, complementa falando sobre a recuperação das horas-aula: 

— Estamos realizando reuniões para organizar. Amanhã (quarta), vamos ter uma reunião para fazer todo o planejamento desta próxima etapa. Mas, em princípio, a orientação é a do decreto estadual. A respeito das recuperações de aulas, ainda não temos um cronograma. Seria até precipitado dizer algo sobre isso. Até por isso, montamos um comitê com várias entidades ligadas a educação para pensar juntos em soluções — explica. 

Confira um trecho da nota do Governo do Estadual:
"Inicialmente, as aulas da rede pública estadual haviam sido suspensas até o dia 2 de abril, de acordo com o Decreto 55.118. Universidades e instituições de ensino haviam definido, também, datas para o retorno, mas, agora, com o novo decreto, todas as aulas em todas as instituições de ensino no Estado ficam suspensas.

Para evitar que os alunos da rede estadual sejam prejudicados, foi implementada a metodologia das aulas programadas, envolvendo diversos recursos pedagógicos e tecnológicos os quais as escolas dispõem, incluindo plataformas digitais e aplicativos variados.

As atividades desenvolvidas por meio das aulas programadas estão disponibilizadas de modo que todos tenham acesso, seja por mensagens de WhatsApp ou Facebook, compartilhamento de arquivos de áudio e vídeo, por e-mail, por salas virtuais ou até mesmo pela entrega de materiais didáticos nas áreas rurais do Estado.

Neste período, professores da rede participam do módulo 2 do curso on-line sobre a elaboração do Currículo Referência da Rede Estadual de Ensino do Ensino Fundamental e do Ensino Médio, contando com a participação direta de mais de 42 mil docentes."

Leia também:
São Francisco de Paula abre edital para contratação temporária de profissionais da saúde
O que dizem os decretos de seis cidades da Serra sobre o combate ao coronavírus
"Sem sombra de dúvidas, Bento Gonçalves tem mais de 200 casos", afirma prefeito


 
 
 

Veja também

 
Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros