Municípios da Serra Gaúcha buscam doações para famílias em vulnerabilidade social - Geral - Pioneiro

Vers?o mobile

 
 

Efeitos do coronavírus31/03/2020 | 13h31Atualizada em 31/03/2020 | 13h31

Municípios da Serra Gaúcha buscam doações para famílias em vulnerabilidade social

Farroupilha e Canela lançaram campanhas de arrecadação de alimentos, produtos de limpeza e higiene pessoal

Municípios da Serra Gaúcha buscam doações para famílias em vulnerabilidade social Secretaria de Desenvolvimento Social e Habitação de Farroupilha/Divulgação
Em Farroupilha, houve uma ação voluntária no sábado Foto: Secretaria de Desenvolvimento Social e Habitação de Farroupilha / Divulgação

A preocupação com as populações mais vulneráveis economicamente, que têm a situação agravada com a pandemia do novo coronavírus, faz com com que municípios da Serra Gaúcha se mobilizem em busca de doações de alimentos, produtos de limpeza e de higiene pessoal. É o caso de Farroupilha e Canela, onde as prefeituras estão à frente de ações nesse sentido.

Em Farroupilha, foram recolhidas, no sábado, 3,8 toneladas de material, o suficiente para montar 150 cestas básicas e 30 kits de produtos de limpeza. No entanto, só na segunda-feira (30) foram 300 ligações para os serviços de assistência social em busca de abastecimento. Depois do primeiro contato, essas famílias passam por uma triagem.

A secretária de Habitação e Assistência Social, Renata Trubian, destaca que existe uma preocupação em relação aos próximos meses, diante de uma situação que deve se agravar com o avanço da covid-19. Por causa disso, a prefeitura está distribuindo caixas de recolhimento de alimentos e produtos de limpeza em supermercados e farmácias. Além disso, o contato para doação pode ser feito com a própria secretária, pelo telefone (54) 99917-7882. A retirada de doações é nos Centros de Referência de Assistência Social (CRAS), mas é preciso ligar antes para os telefones (54) 99948-2539 e (54) 99933-7346.

Em Canela, há pontos de coleta de doações também em mercados e farmácias. Os primeiros kits devem ser montados nesta terça-feira (31). Uma campanha de arrecadação de dinheiro foi lançada por clubes e empresas por meio de um site de colaboração. Até a manhã desta quarta-feira, cerca de R$ 1 mil tinham sido arrecadados.

A Secretaria de Assistência, Desenvolvimento Social, Cidadania e Habitação cadastra as famílias de baixa renda que irão receber o auxílio. Para contatar os CRAS, que fazem a avaliação para destinação das doações, estão disponíveis quatro telefones: (54) 99213-0634 / 3282-5111 / 3282-5110 / 999109-5896. 

A secretária Andressa da Conceição, a Mana, salienta que a orientação é que todos os moradores que precisam de ajuda entrem em contato, porque há uma mudança de perfil das famílias de vulnerabilidade econômica, já que profissionais do mercado informal podem ter a fonte de renda prejudicada neste momento devido às medidas de isolamento social.

Garibaldi distribui kits

Em Garibaldi, a Secretaria de Habitação, Trabalho e Assistência Social desenvolveu programa para distribuição de alimentos para a população em situação de vulnerabilidade social. São 400 kits montados para os beneficiários do Bolsa Família, inscritos no Cadastro Único, que não recebem benefícios sociais e autônomos. Até esta manhã, 300 buscaram a prefeitura. Para evitar a aglomeração de pessoas, é preciso agendar a entrevista pelo telefone (54) 3462-8240, das 13h15min às 17h. O secretário Calvete Poleto diz que a prioridade são as famílias com pelo menos uma criança.

Leia também
Uma semana após início do acolhimento, pavilhões da Festa da Uva abrigam 135 moradores de rua
Prefeitura de Caxias fará a desinfecção da região central da cidade
Ônibus da Visate operam com 50% da frota nesta terça-feira, em Caxias 


 
 
 

Veja também

 
Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros