#juntoscontraovírus: mãos engajadas na causa do Hospital São Carlos - Geral - Pioneiro

Versão mobile

 
 

Solidariedade27/03/2020 | 07h00Atualizada em 27/03/2020 | 14h26

#juntoscontraovírus: mãos engajadas na causa do Hospital São Carlos

Empresas e pessoas físicas fazem doações para dobrar número de leitos de UTI da instituição

#juntoscontraovírus: mãos engajadas na causa do Hospital São Carlos Antonio Valiente/Agencia RBS
Foto: Antonio Valiente / Agencia RBS

A população de Farroupilha, há menos de uma semana, iniciou uma mobilização para ampliar o número de leitos de UTI do Hospital São Carlos, o único do município, que atualmente tem capacidade para 10 pacientes nestas condições. Como havia espaço físico para tal, a ideia da instituição era buscar recursos para viabilizar aparelhos para estes leitos. Inicialmente, mobilizando a população da importância desta ampliação, um grupo de moradores resolveu utilizar as redes sociais em prol da ação. 

Leia mais
#juntoscontraovírus: a rede de solidariedade que contamina a Serra Gaúcha
#juntoscontraovírus: cervejaria de Gramado agora é linha de produção de álcool gel
#juntoscontraovírus: caxiense ajuda a criar "nova fórmula" para o álcool gel
#juntoscontraovírus: UCS busca doações para produzir álcool gel
#juntoscontraovírus: mãos que produzem protetores faciais
#juntoscontraovírus: mãos que fazem TNT virar proteção
#juntoscontraovírus: mãos que costuram solidariedade
#juntoscontraovírus: mãos que distribuem segurança

– Criamos um grupo no Whatsapp e adicionamos pessoas que imaginamos que pudessem auxiliar com doações ou até com contatos de outras pessoas que pudessem doar – relata o secretário de Cultura e Turismo de Farroupilha, Francis Casali.

Além dele, a ex-presidente da Liga de Combate ao Câncer de Farroupilha, Silvia Rossi, e a pediatra e vereadora Eleonora Broilo também estiveram à frente da campanha.  

Até o momento, mais de R$ 800 mil já foram arrecadados. Além disso, a população farroupilhense engajou-se na causa, registrando arrecadação de mais de 700 pessoas.

– Efetivamente, no banco, deve ter cerca de R$ 800 mil, o que possibilita a compra de cinco leitos completos de UTI, que é o objetivo. Agora, buscamos a compra de mais uma máquina de hemodiálise, já que o hospital só tem uma – explica Casali.

Diversas pessoas integram a corrente. Uma delas é João Piccoli, 58 anos, integrante do Cartomapi Futebol Clube. O time, formado nos anos 1990, uniu-se e os integrantes doaram cerca R$ 2 mil.

– Ajudar nunca é demais, toda contribuição, independente da quantidade que a pessoa consegue doar, é importante. E com essa doação e a dos demais colaboradores, poderemos ajudar muitas pessoas, não só agora mas também no futuro – expõe Piccoli, que também informa ter alterado a rotina para evitar os riscos de contrair o coronavírus.

A Vinícola Cappelletti também engajou-se na causa. A sócia-proprietária Rosane Meggiolaro Cappelletti foi adicionada ao grupo de Whatapp e prontamente conversou com seus sócios para viabilizar a doação.

— Me coloquei no lugar de uma pessoa com a necessidade de estrutura hospitalar e de ajuda para se curar deste problema e preferi ajudar. Como diz o ditado, melhor pagar do que precisar usar. E, por menor que seja o valor, o que vale é a intenção, foi doado com amor para as pessoas que mais necessitam neste momento — explica Rosane, que também é presidente da Associação Farroupilhense de Produtores de Vinhos Espumantes Sucos e Derivados (Afavin). 

Mesmo ultrapassando os R$ 800 mil, as doações ainda estão sendo feitas ao Hospital Beneficente São Carlos, a fim de viabilizar mais melhorias. 

COMO DOAR
:: Banco:
Sicredi (748)
:: Agência:
0167
:: Conta: 18300-5
:: CNPJ: 89.847.370/0001-72

Leia também
A vez dos "shows domésticos": músicos serranos utilizam sacada e terraço como palco em apresentações para vizinhança
Homem é rendido por populares e preso após assaltar farmácia no Centro de Caxias
Lançado em Caxias aplicativo para entrega de frutas e legumes em casa

 
 
 

Veja também

 
Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros