Como as cidades da Serra Gaúcha estão gerenciando a flexibilização da quarentena - Geral - Pioneiro

Vers?o mobile

 
 

Pandemia27/03/2020 | 20h25Atualizada em 27/03/2020 | 20h25

Como as cidades da Serra Gaúcha estão gerenciando a flexibilização da quarentena

Aos poucos, os municípios estão liberando o comércio e a indústria para retomarem as atividades 

Como as cidades da Serra Gaúcha estão gerenciando a flexibilização da quarentena Antonio Valiente/Agencia RBS
Foto: Antonio Valiente / Agencia RBS
Pioneiro
Pioneiro

As novas diretrizes divulgadas pelo governador Eduardo Leite (PSDB), na sexta-feira (27), possibilitando a flexibilização das atividades economicas, teve refelxos quase que imediatos em diversos municípios da Serra Gaúcha.

Leia mais
Malharia de Farroupilha produz peças para doar a hospitais da região
Entidades empresariais da Serra defendem retomada gradual da economia
"Não se pode abrir tudo de uma vez só" , afirma prefeito de Caxias

Nas cidades que abriram permissão para o fim da quarentena, existem algumas regras comuns. O comércio deverá intensificar a higienização dos seus espaços, além de definir horário específico para atendimento de pessoas acima dos 60 anos e regrar a distância interpessoal em dois metros. As indústrias precisarão redefinir suas jornadas de trabalho afim de evitar aglomerações e o transporte coletivo deve trabalhar apenas com passageiros sentados. Além disso, todos pedem pela liberação de colaboradores que estão no grupo de risco.

Entre as cidades que já se posicionaram após o decreto estadual, São Francisco de Paula manterá a quarentena até o da 3 de abril, mantendo a permissão apenas para as atividades essenciais.

Confira as definições de cada município:

Canela
:: A partir de segunda-feira (30), as indústrias estão permitidas para recomeçar as atividades; na terça-feira (31), os autônomos, liberais e prestadores de serviços; Na quarta-feira (1º), será a vez do comércio em geral. Os empreendimentos turísticos seguem fechados até o dia 4 de abril. As aglomerações estão proibidas, assim como templos e reuniões. A rede de ensino segue paralisada por tempo indeterminado.

Vacaria
:: Na cidade dos Campos de Cima da Serra, o novo decreto define que a lotação, de qualquer estabelecimento, não poderá exceder a 25% da capacidade máxima prevista no alvará de funcionamento ou PPCI, bem como de pessoas sentadas. Ele vale para igrejas e até velorios. Além disso, a higienização dos locais deverão ser feitas a cada três horas. As academias seguem fechadas e a rede de ensino segue o estabelecido pelo Estado.

Flores da Cunha
::  As lojas de conveniências de postos de combustível ficarão abertas das 7h às 19h e de segunda a sábado.O toque de recolher foi extinto. Ainda assim, seguem proibidas reuniões e eventos com mais de 30 pessoas. 

Leia também
Caxias não descarta possibilidade de retornar aos treinos nas próximas semanas

 
 
 

Veja também

 
Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros