Caxias de outros tempos: teste seus conhecimentos - Geral - Pioneiro

Versão mobile

 
 

Memória30/03/2020 | 07h00Atualizada em 30/03/2020 | 07h00

Caxias de outros tempos: teste seus conhecimentos

Você identifica os locais das fotos, feitas na década de 1940?

Caxias de outros tempos: teste seus conhecimentos Studio Geremia,Arquivo Histórico Municipal João Spadari Adami/Divulgação
Foto: Studio Geremia,Arquivo Histórico Municipal João Spadari Adami / Divulgação

Publicamos hoje a segunda parte da série iniciada sábado, com imagens integrantes dos álbuns Obras do Estado Novo Caxias – Alguns Flagrantes de Urbanização e Saneamento - Administração Dante Marcucci.  As fotos, captadas entre 1939 e 1945, trazem registros do processo de rebaixamento, calçamento e paisagismo de diversas ruas e cruzamentos da área central da cidade, mas também são uma oportunidade para recordar ou “descobrir” casas e prédios que se foram.

Preencha as legendas com suas lembranças do trecho, quem morou ali, o que surgiu depois, etc e confira as respostas abaixo.

Leia mais
Casas e prédios de outrora: teste seus conhecimentos
Ruas de Caxias: o antes e o depois das obras em 1940
O paraíso do vinho no bairro São Pelegrino

Rua Sinimbu, entre a Garibaldi e a Visconde de Pelotas, antes e depois das obras de rebaixamento, em 1940. Vê-se à esquerda, o prédio da antiga sede do Recreio da Juventude (posterior Farmácia do Círculo Operário Caxiense) e, na quadra seguinte, o prédio dos Correios, a antiga Casa Mandelli e, em frente, a Casa Bragagnolo. Ao fundo, à direita, a Casa Magnabosco e a Catedral Diocesana. À direita, em primeiro plano, a residência de João e Anna Mattana e, ao lado, a sede da Associação Rural de Caxias. Na esquina, o extinto prédio da loja Irmãos Calcagnotto, posteriormente Armarinhos Caxias e atualmente Casa & Cia. Mais acima também localizava-se a lendária Funerária Curtolo e, na esquina, a casa da família Serafini (em frente ao Magnabosco).<!-- NICAID(14463874) -->
Foto: Studio Geremia,Arquivo Histórico Municipal João Spadari Adami / Divulgação
Rua Sinimbu, entre as ruas Visconde de Pelotas e Garibaldi (ao fundo), em 1940. À esquerda, a sede da Associação Rural de Caxias e, ao lado, a residência da João e Anna Mattana. À direita, na esquina com a Garibaldi, a antiga sede da Sociedade de Mútuo Socorro Príncipe de Nápoles, posterior prédio do Mútuo Socorro. <!-- NICAID(14463875) -->
Foto: Studio Geremia,Arquivo Histórico Municipal João Spadari Adami / Divulgação
Rua Coronel Flores, entre as ruas Os Dezoito do Forte e Sinimbu, durante as obras de calçamento em 1942. À esquerda, o casarão de madeira da família de Angelo Corsetti e Angelina Germani e, ao lado (encoberto), o Moinho Progresso. Mais ao fundo, na esquina com a Sinimbu, o prédio de alvenaria do Colégio São Carlos.<!-- NICAID(14463872) -->
Foto: Studio Geremia,Arquivo Histórico Municipal João Spadari Adami / Divulgação

Respostas

1 e 2 – Rua Sinimbu, entre a Garibaldi e a Visconde de Pelotas, antes e depois das obras de rebaixamento, em 1940. Vê-se à esquerda, o prédio da antiga sede do Recreio da Juventude (posterior Farmácia do Círculo Operário Caxiense) e, na quadra seguinte, o prédio dos Correios, a antiga Casa Mandelli e, em frente, a Casa Bragagnolo. Ao fundo, à direita, a Casa Magnabosco e a Catedral Diocesana. À direita, em primeiro plano, a residência de João e Anna Mattana e, ao lado, a sede da Associação Rural de Caxias. Na esquina, o extinto prédio da loja Irmãos Calcagnotto & Cia Ltda, posteriormente Armarinhos Caxias e atualmente Casa & Cia. Mais acima também localizava-se a lendária Funerária Curtolo e, na esquina, a casa da família Serafini (em frente ao Magnabosco).

3 – Rua Sinimbu, entre as ruas Visconde de Pelotas e Garibaldi (ao fundo), em 1940. À esquerda, a sede da Associação Rural de Caxias e, ao lado, a residência da João e Anna Mattana. À direita, na esquina com a Garibaldi, a antiga sede da Sociedade de Mútuo Socorro Príncipe de Nápoles, posterior prédio do Mútuo Socorro. 

4 – Rua Coronel Flores, entre as ruas Os Dezoito do Forte e Sinimbu, durante as obras de calçamento em 1942. À esquerda, o casarão de madeira da família de Angelo Corsetti e Angelina Germani e, ao lado (encoberto), o Moinho Progresso. Mais ao fundo, na esquina com a Sinimbu, o prédio de alvenaria do Colégio São Carlos.

Leia também
Grupo de vereadores de Caxias divulga nota "O que está em jogo é a vida"
Vendas online e por telefone não decolam e frustram lojistas de Caxias
Bento Gonçalves tem nono caso positivo de Coronavírus confirmado neste domingo

 
 
 

Veja também

 
Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros