Motoristas de aplicativo se reúnem em protesto após morte de colega em Caxias do Sul - Geral - Pioneiro

Vers?o mobile

 
 

Luto14/02/2020 | 12h41Atualizada em 14/02/2020 | 16h25

Motoristas de aplicativo se reúnem em protesto após morte de colega em Caxias do Sul

Jônatan Giacomoni Loreno Rigo, 24 anos, foi morto em assalto na noite de quinta-feira

Motoristas de aplicativo se reúnem em protesto após morte de colega em Caxias do Sul Noele Scur/Agência RBS
Motoristas se concentravam na área de estacionamento dos pavilhões da Festa da Uva ao fim da manhã Foto: Noele Scur / Agência RBS

CORREÇÃO: O motorista de transporte por aplicativo Jônatan Giacomoni Loreno Rigo foi morto na Rua Angelina de Estefen de Souza, que fica no loteamento Vale da Esperança.  A informação incorreta permaneceu publicada entre 12h41min e 16h20min.

Com balões pretos amarrados nos tetos dos carros, motoristas de aplicativo de Caxias do Sul se reúnem em um protesto por mais segurança no fim da manhã desta sexta-feira (14), após a morte do colega  Jônatan Giacomoni Loreno Rigo, 24 anos, morto com um tiro em um assalto no loteamento Vale da Esperança na noite de quinta.  Os motoristas, que reivindicam mais segurança, começaram a se reunir nos pavilhões da Festa da Uva por volta das 11h e devem sair em carreata às 13h30min.

Conforme a Polícia Civil, não há dúvidas que a morte de Rigo se tratou de um latrocínio, que é o roubo com morte, já que o celular dele foi roubado. Com a ajuda de colegas de Rigo, a Brigada Militar localizou e prendeu dois homens, de 20 e 21 anos, pelo crime, encontrando com eles o celular da vítima. 

A carreata no início da tarde sairá pela rua Ludovico Cavinato, passando pela perimetral, e percorrendo um trajeto até o centro da cidade. Um buzinaço de cinco minutos deverá ser feito na Praça Dante Alighieri. Durante o protesto, poderá haver bloqueio nas ruas Sinimbu, Dr. Montaury e Visconde de Pelotas. Os motoristas também pretendem passar em frente ao escritório local da empresa Uber, na rua Vinte de Setembro, protestando por segurança.

Um dos organizadores do protesto, Diego Lucena, 28 anos, explica que os motoristas querem que o aplicativo indique para os condutores o destino solicitado pelos passageiros antes de eles embarcarem. 

— Só conseguimos ver o destino final depois que o passageiro já está embarcado no carro. Em outras grandes cidades, como a própria capital Porto Alegre, já existe este recurso, dizendo para onde o passageiro vai. E, aqui em Caxias, ainda não temos esta opção. Queremos que seja feito um tipo de filtro, como um cadastro, que seja pedida foto dos passageiros. Ficamos expostos a qualquer tipo de situação — afirma, dizendo também que não há respostas da empresa para essa reivindicação.

A motorista Isabel de Oliveira, 40 anos, comenta que o sentimento de medo é diário.

—Esse protesto é para pedir segurança a todos os motoristas. Passamos medo todos os dias, saímos de casa e não sabemos se voltamos. Pedimos segurança, que consigamos saber o destino do passageiro e foto do passageiro, para segurança nossa e deles também — explica.

Na carreata, os motoristas em seguida devem se deslocar pela mesma rua até a capela onde Rigo estará sendo velado. Lá, deverão fazer outro buzinaço. 


 
 
 

Veja também

 
Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros