Escola de Flores da Cunha poderá receber monitores militares neste ano - Geral - Pioneiro

Vers?o mobile

 
 

Educação18/02/2020 | 12h58Atualizada em 18/02/2020 | 13h06

Escola de Flores da Cunha poderá receber monitores militares neste ano

Instituição municipal irá pagar pelos salários de futuros policiais da reserva

Escola de Flores da Cunha poderá receber monitores militares neste ano Jonas Ramos/Agencia RBS
Modelo cívico militar foi lançado no ano passado pelo governo federal Foto: Jonas Ramos / Agencia RBS

A implantação do modelo de escola cívico-militar também estará presente no município de Flores da Cunha neste ano. Da Serra, apenas a Escola Estadual Alexandre Zattera, em Caxias do Sul, estava apta. A oficialização da Escola Municipal de Ensino Fundamental Tancredo de Almeida Neves, em Flores, ocorreu em cerimônia do governo do estado na segunda-feira (17). Para isso, o município se enquadrou no requisito solicitado às escolas da rede municipal interessadas: pagar os salários dos futuros monitores.

A secretária de Educação Ana Paula Zamboni Weber explica que a prefeitura de Flores da Cunha destinará um salário de R$ 2,4 mil mensais. Foram solicitados ao estado dois monitores para atuar na escola de 276 alunos localizada no bairro União.

— Escolhemos esta escola por um quesito de vulnerabilidade social. A escola terá ganhos com a presença dos monitores. O foco será educar com disciplina e organização — explica

Leia mais
Escola Alexandre Zattera, em Caxias, deve começar o ano sem monitores cívico-militares
Consulta popular garante modelo cívico-militar na Escola Alexandre Zattera em Caxias do Sul

No caso da rede estadual, o pagamento dos profissionais será feito por meio de verba proveniente de emenda parlamentar. Mesmo com a oficialização do Termo de Cooperação Técnica, assinado em ato oficial pelo vice-governador do Estado, Ranolfo Vieira Junior e o secretário da Educação, Faisal Karam, na segunda-feira, o início do ano letivo na escola Tancredo de Almeida Neves será similar ao da escola Alexandre Zattera em Caxias. Nos dois colégios, ainda não haverá a presença dos monitores no começo das aulas.

Conforme a secretária, há uma estimativa para que os monitores cheguem ao colégio no final de março.

— Haverá uma reorganização com a vinda deles (monitores). Eles irão atuar com os alunos, mas fora das salas de aula. Irão trabalhar com as famílias e com questões de disciplina, de acordo com a cartilha de escola cívico-militar que recebemos — disse.

A seleção dos candidatos, que são militares da reserva, é por conta do Estado. O governo chegou a prorrogar o período de inscrições para os interessados. O prazo seguirá até o próximo dia 21. O número de interessados até o momento não foi divulgado. 

Leia também
Volta às aulas: Guarda Municipal fará operação em 45 escolas de Caxias
Prefeitura de Bento Gonçalves chama 40 auxiliares de educação infantil
Identificada segunda vítima do acidente entre carro e ônibus na Rota do Sol, em Caxias

 
 
 

Veja também

 
Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros