Corpo de adolescente que estava desaparecido é encontrado na barragem da Maestra em Caxias - Geral - Pioneiro

Vers?o mobile

 
 

 Fatalidade10/02/2020 | 11h15Atualizada em 10/02/2020 | 12h05

Corpo de adolescente que estava desaparecido é encontrado na barragem da Maestra em Caxias

Familiares acompanhavam às buscas na barragem

Corpo de adolescente que estava desaparecido é encontrado na barragem da Maestra em Caxias Lucas Amorelli/Agencia RBS
Foto: Lucas Amorelli / Agencia RBS

O corpo de um dos adolescentes desaparecidos na Represa da Maestra em Caxias do Sul foi encontrado por volta das 9h45min desta segunda-feira (10) por dois bombeiros que estavam em um bote fazendo buscas na água. A família confirma que o jovem encontrado é Carlos Henrique de Siqueira, 14 anos. A perícia ainda não confirmou a identidade do garoto.

Leia mais
Bombeiros retomam na segunda-feira buscas a dois adolescentes que desapareceram em represa de Caxias
Familiares procuram adolescente de 14 anos desaparecido em Caxias do Su 

O outro desaparecido é Matheus Pereira de Souza, 17 anos. Os dois não se conheciam e desapareceram em dias diferentes.  Carlos Henrique foi visto pela última vez na quinta-feira (6) quando saiu com amigos para ir até um ponto chamado poção, que fica a cerca de três quilômetros da barragem. Já  Matheus se uniu a um grupo de pessoas que fazia buscas na mata para encontrar Carlos Henrique  no sábado (8). Depois de um tempo, ele entrou na água, e não foi mais visto. 

Confira o vídeo

A mãe de Carlos Henrique, Joceli Fernandes dos Santos, 34 anos, conta que ao chegar em casa do trabalho, por volta das 19h da quinta, percebeu que o filho não havia retornado. Ela registrou o desaparecimento na Polícia Civil e afirma que, em buscas realizadas por familiares e amigos na barragem, foram encontradas peças de roupa do adolescente, o que confirmava que o filho teria passado pelo local.

Ela acompanhava as buscas, e entrou em desespero ao ver o corpo do filho. A mãe lembra que ele era calmo, meigo e tranquilo:

Carlos Henrique de Siqueira foi visto por familiares pela última vez no início da tarde de quinta-feiraFoto: Arquivo pessoal / Divulgação

—  O meu filho era um menino tranquilo. Ele não sabia nadar bem, mas se virava. Pulava na água e não tinha medo. Preciso saber a verdade sobre o que aconteceu — lamenta, ela.

A tia do adolescente Simone de Motta, 31 anos, também acompanhava as buscas.

—  Ele era um menino quieto, brincava com a gente, conversava, mas era tranquilo — conta ela.

Buscas a outro adolescente seguem na Maestra  

A equipe prosseguirá as buscas para encontrar o corpo do outro jovem. O clima era de tristeza, apreensão e indignação. As duas famílias dividiam a mesma dor à espera de notícias sobre os adolescentes. Os bombeiros chegaram ao local por volta das 9h para realizar buscas no ponto onde Matheus desapareceu.  

Leia também
Campanha de vacinação contra o sarampo começa nesta segunda com mais de 50 mil doses na Serra
Acidente entre carro e motocicleta deixa homem gravemente ferido em São Sebastião do Caí
Três jovens são mortos em quatro dias em Bento Gonçalves 

 
 
 

Veja também

 
Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros