Comitiva da UCS convida Bolsonaro para inauguração da fábrica de grafeno em Caxias do Sul - Geral - Pioneiro

Vers?o mobile

 
 

À espera da resposta12/02/2020 | 12h34Atualizada em 12/02/2020 | 15h31

Comitiva da UCS convida Bolsonaro para inauguração da fábrica de grafeno em Caxias do Sul

Cerimônia está marcada para o dia 14 de março, mas data pode ser revista de acordo com a agenda do presidente

Comitiva da UCS convida Bolsonaro para inauguração da fábrica de grafeno em Caxias do Sul Marcos Corrêa/Presidência da República/Divulgação
Bolsonaro recebeu comitiva da UCS na manhã desta quarta-feira Foto: Marcos Corrêa / Presidência da República/Divulgação

O presidente Jair Bolsonaro recebeu na manhã desta quarta-feira (12) o convite para estar em Caxias do Sul no mês de março para a inauguração da fábrica de grafeno da Universidade de Caxias do Sul (UCS). Uma comitiva da instituição está em Brasília. O encontrou, que começou por volta das 10h, durou cerca de 45 minutos.

A inauguração está marcada para o dia 14 de março, mas a cerimônia pode ser transferida de acordo com a agenda do presidente. Bolsonaro é um entusiasta das pesquisas e produção do grafeno no país. A UCS terá a primeira fábrica de produção do material, com capacidade de produzir 500 quilos do material ao ano.

— 99% de certeza que o presidente estará na inauguração. A agenda do presidente é complexa e ele tem alguns compromissos internacionais no mês de março — comenta o presidente da Fundação Universidade de Caxias do Sul (FUCS), José Quadros dos Santos.

Leia mais
Comitiva da UCS irá a Brasília para convidar Bolsonaro à inauguração da fábrica de grafeno
UCS apresenta projeto de construção de planta para produção de grafeno a empresários 

A UCS desenvolve pesquisas relacionadas ao grafeno desde 2005. Obtido a partir do grafite, o material é muito leve e resistente. Além disso, tem altíssima condutividade térmica e elétrica. Devido a essas características, é apontado também como uma possível matéria-prima para a fabricação de equipamentos eletrônicos.

 A planta de produção de grafeno iniciará operações produzindo 500 quilos do material por ano. O reitor da UCS, Evaldo Kuiava, afirma que há potencial de expansão a até 5 mil quilos anuais. Segundo ele, a fábrica já funciona em fase de testes e há interesse de empresas no produto.

— Estamos em tratativas com várias empresas. Há a possibilidade de investimentos privados — afirma. 

De acordo com a universidade, a produção em nível industrial ofertará soluções avançadas para as necessidades das empresas locais, modernizando e estendendo a matriz econômica regional.

Leia também
Começa obra de restauro da Estação Férrea de Farroupilha
Quatro escolas vão participar do Carnaval em Caxias do Sul
RS-122 é liberada após acidente entre carro e ônibus em São Vendelino

 
 
 

Veja também

 
Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros