Prefeitura de Caxias estuda ampliar ocupação da Maesa mesmo com maquinários de metalúrgica no local - Geral - Pioneiro

Vers?o mobile

 
 

Patrimônio histórico14/01/2020 | 14h36

Prefeitura de Caxias estuda ampliar ocupação da Maesa mesmo com maquinários de metalúrgica no local

Em reunião do secretariado, representantes das pastas apresentaram estudos para transferências ao prédio

Prefeitura de Caxias estuda ampliar ocupação da Maesa mesmo com maquinários de metalúrgica no local Marcelo Casagrande/Agencia RBS
Dos 53 mil metros quadrados do complexo, apenas 200 metros quadrados são utilizados pelo município Foto: Marcelo Casagrande / Agencia RBS
Luis Felipe Amorin
Luis Felipe Amorin

luis.amorin@rdgaucha.com.br

A prefeitura de Caxias do Sul estuda ampliar a ocupação do antigo prédio da Metalúrgica Abramo Eberle (Maesa), no bairro Exposição, mesmo tendo no local alguns maquinários da metalúrgica que operava no local. O assunto foi tratado na reunião do secretariado que ocorreu às 18h de segunda-feira (13), onde algumas secretarias apresentaram seus estudos para transferência ao prédio da Maesa. 

Leia mais
Presidente do Compach de Caxias não vê risco de perda da posse da Maesa, mas teme pela deterioração do prédio

Conforme o chefe de gabinete e secretário da Cultura, João Uez, também está em estudo como será feito o levantamento cadastral e mapeamento estrutural para ver se há algum risco no prédio. Uez disse ainda que a Secretaria Municipal de Segurança Pública é a que tem um projeto mais avançado para esta transferência.

- A Secretaria de Segurança Pública e a Guarda Municipal são as que têm o projeto mais consolidado e os estudos mais avançados para transferir sua sede e operações para o prédio da Maesa.

O presidente do Conselho Municipal de Patrimônio Histórico e Cultural (Compahc), Rafael Tregansim, não vê prejuízos em ocupar o prédio antes de fazer os levantamentos.

- Assim como a administração passada ocupou, não vejo prejuízo e nem problema em ocupar o prédio sem os levantamentos feitos. Acho importante que a área seja analisada criteriosamente para observar danos e possíveis riscos a quem for ocupar. Outra coisa a ser observada é que a ocupação por secretarias não inviabilize que outros espaços sejam ocupados para outros fins.

Leia também
Motorista de aplicativo é assassinado em emboscada em Farroupilha
Mais de 65% dos municípios da Serra estão infestados pelo mosquito da dengue
Em falta há mais de um mês, vacina pentavalente chega aos postos de saúde de Caxias

 
 
 

Veja também

 
Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros