Guarda Municipal de Farroupilha reforça vigilância nos cemitérios após série de furtos - Geral - Pioneiro

Vers?o mobile

 
 

Segurança28/01/2020 | 13h52Atualizada em 28/01/2020 | 14h15

Guarda Municipal de Farroupilha reforça vigilância nos cemitérios após série de furtos

Prefeitura estuda ainda colocação de câmeras de segurança nos locais

Guarda Municipal de Farroupilha reforça vigilância nos cemitérios após série de furtos Rodrigo Martins/Prefeitura Municipal de Farroupilha
Agentes da Guarda Municipal não ficam permanentemente no cemitério Foto: Rodrigo Martins / Prefeitura Municipal de Farroupilha
Luis Felipe Amorin
Luis Felipe Amorin

luis.amorin@rdgaucha.com.br

A Guarda Municipal reforçou a vigilância em cemitérios de Farroupilha após uma série de furtos aos túmulos e capelas. Conforme a prefeitura, as rondas são feitas inclusive durante a noite no entorno e dentro do cemitério pelo agentes. 

Segundo o secretário de Desenvolvimento Urbano, Infraestrutura e Trânsito, Gilberto do Amarante, as rondas acontecem de maneira mais intensa nos dois cemitérios públicos da cidade desde a semana passada. O objetivo da Guarda Municipal é coibir furtos e depredações que vinham ocorrendo no cemitério municipal localizado no bairro São Luiz. A prefeitura estuda ainda a colocação de quatro câmeras de segurança dentro do cemitério. 

- As rondas são rotineiras. Nenhum agente permanece por tempo integral nos cemitérios, seja durante o dia ou a noite - conta o secretário.

Depredações

A prefeitura de Farroupilha contabilizou 107 túmulos e capelas furtados do cemitério do bairro São Luiz, o maior do município, na madrugada do dia 11 de janeiro. Amarante conta que esteve no local na manhã do mesmo dia em que foi notado a falta de molduras e letreiros de latão nos túmulos e capelas.  

Conforme Luiz Antônio Müller, que trabalha a 40 anos na construção de capelas e túmulos, 222 peças foram levadas neste furto do início do ano. 

- Roubos menores são corriqueiros. Há cerca de 30 anos atrás houve roubo dessa magnitude - diz Müller.

Por se tratar de um local administrado pela prefeitura, Amarante fez o registro da ocorrência na Polícia Civil. Segundo o delgado Rodrigo Morale, câmeras de segurança da região estão sendo analisadas para identificar os autores das depredações. Morale afirma que estes objetos que são levados são vendidos para ferro-velhos.

Leia também
Empresa diz aguardar verba complementar para retomada de obra na Estrada dos Romeiros, entre Caxias e Farroupilha
Estado fecha três turmas de EJA e cerca de 60 alunos serão remanejados em Caxias do Sul
Município planeja parcerias para a manutenção do Ecoparque, em Caxias do Sul

 
 
 

Veja também

 
Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros