Contêineres de lixo seletivo voltam a ser alvo de vândalos em Caxias - Geral - Pioneiro

Vers?o mobile

 
 

Prejuízo 12/01/2020 | 11h08Atualizada em 12/01/2020 | 11h15

Contêineres de lixo seletivo voltam a ser alvo de vândalos em Caxias

Em 2019, 105 recipientes de lixo seletivo e três de lixo orgânico foram queimados na cidade

Contêineres de lixo seletivo voltam a ser alvo de vândalos em Caxias Euzébio Emílio Rotta/Divulgação
Contêineres de lixo seletivo voltam a ser alvo de vândalos em Caxias Foto: Euzébio Emílio Rotta / Divulgação

Um morador de Caxias do Sul entrou em contato com a reportagem do Pioneiro na manhã deste domingo para relatar que três contêineres de lixo seletivo foram alvo de vândalos no bairro Madureira.

Leia mais
Mais de 100 contêineres foram substituídos em 2019 por causa de vandalismo em Caxias do Sul

Dois recipientes foram totalmente destruídos pelas chamas e um foi parcialmente queimado. O contêiner que fica na esquina da Rua Américo Cadorin com a Nicola Mariani só não foi totalmente tomado pelo fogo porque o morador conseguiu controlar o incêndio. Outro fica na Rua Tobias Barreto, a duas quadras do primeiro, e o terceiro está localizado na Rua Domingos Vanoni, a uma quadra do segundo.

O corretor de imóveis, Euzébio Emílio Rotta, 62 anos, conta que acordou por volta das 7h10min e avistou a fumaça da janela da casa dele. Ele foi até o local e pediu ajuda aos vizinhos para conter as chamas.

— Foram três incêndios, todos por volta de 07:10 desta manhã. O primeiro eu consegui apagar mas ficaram dois buracos causados pelo fogo. Eu avistei o fogo e corri até lá, aí pedi para os vizinhos pegarem baldes da água e consegui apagar. A duas quadras dali avistei a fumaça de um outro e fui até lá e avistei e o contêiner estava totalmente destruído. Peguei o carro e passei pelo terceiro contêiner de lixo seletivo queimado.

Ele lembra que o contêiner que fica na Tobias Barreto já tinha sido queimado há uns quatro meses.

— Sabemos que os incêndios ocorrem com frequência na cidade. Aqui mesmo o da Tobias Barreto e outros  no bairro foram queimados. Esses deste domingo comprovam que não foi um acidente porque foram em sequência, a pessoa veio vindo e colocando fogo nos contêineres. Ficamos preocupado com a situação e o prejuízo provocado a cidade.

Rotta ressalta que irá contatar a Codeca e solicitar aos moradores imagens das câmeras de segurança para tentar identificar o autor do vandalismo. 

Contêineres de lixo seletivo voltam a ser alvo de vândalos em Caxias
Contêiner que fica na Rua Américo Cadorin não foi tomado pelo fogo porque o morador conseguiu controlar o incêndioFoto: Euzébio Emílio Rotta / Divulgação

105 contêineres foram substituídos em 2019 na cidade

Os atos de vandalismo contra os contêineres de lixo não são novidade em Caxias. A cada ano, a Companhia de Desenvolvimento de Caxias do Sul (Codeca), precisa repor recipientes que são queimados ou danificados.

No ano passado, 105 contêineres de lixo seletivo e três de lixo orgânico foram queimados. Os dados mostram uma diminuição no número de equipamentos destruídos por atos de vandalismo em relação a 2018, quando foram 114 registros.

Os amarelos, onde é recolhido o lixo seletivo, são os mais afetados pela ação dos vândalos, porque costumam derreter completamente.  Já os contêineres verdes são mais resistentes porque são feitos de metal e, por isso, são menos atacados pelos vândalos.

—  Os contêineres amarelos normalmente têm perda total quando são incendiados, pois são fabricados em polietileno de alta densidade. Apesar de o material ter em sua composição um aditivo anti-chama, que evita que crie labaredas, o polietileno continua sendo inflamável e faz com que o contêiner derreta completamente_  explica o gerente operacional da Companhia de Desenvolvimento de Caxias do Sul (Codeca), Ricardo Becker.

Ainda segundo Becker,  a Codeca está trabalhando para coibir os atos de vandalismo contra o patrimônio público.

—  Já chegamos a ter quatro ou cinco contêineres destruídos numa mesma noite. É uma pena, mesmo. Para tentar remediar a situação estamos substituindo os contêineres amarelos de plástico por outros de metal. Temos trinta unidades no município, mas essa troca é um processo relativamente lento.

Em 27 de dezembro, quatro contêineres foram destruídos pelo fogo no bairro Cristo Redentor.  

Prejuízo aos cofres públicos

A reposição de cada contêiner de lixo seletivo custa R$ 1.010 aos cofres públicos e a substituição de cada contêiner de lixo orgânico, R$ 4.950. No ano passado, a despesa total para a troca dos equipamentos queimados foi de cerca de R$ 120 mil.

Leia também
Moradores reclamam da falta de coleta de lixo na Rua Jacob Luchesi, em Caxias do Sul
Após revisões sucessivas e licitação deserta, prefeitura de Bento lança novo edital de túnel na BR-470
Prefeitura de Caxias tem reuniões marcadas sobre o Carnaval com blocos e escolas de samba


 
 
 

Veja também

 
Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros