Trabalho de limpeza na RS-122, em Farroupilha, segue no final de semana - Geral - Pioneiro

Vers?o mobile

 
 

Bloqueio07/12/2019 | 10h04Atualizada em 07/12/2019 | 10h04

Trabalho de limpeza na RS-122, em Farroupilha, segue no final de semana

Expectativa é para novas detonações de rochas entre segunda e terça-feira 

Trabalho de limpeza na RS-122, em Farroupilha, segue no final de semana Divulgação / Encopav/Encopav
Na tarde de sexta-feira houve detonação de rochas maiores que caíram sobre a rodovia depois da derrubada da encosta Foto: Divulgação / Encopav / Encopav

As equipes da Encopav Engenharia, contratada pelo Departamento Autônomo de Estradas de Rodagem (Daer) para a liberação da RS-122, onde houve queda de barreira em Farroupilha, seguirão o trabalho de limpeza das pistas durante o final de semana.

Leia mais
Detonação de rochas que rolaram sobre a RS-122 deve ocorrer nesta sexta, em Farroupilha
Prevista para a próxima terça, liberação do trânsito RS-122, em Farroupilha, pode levar mais tempo
VÍDEO: confira o momento em que a encosta da RS-122, em Farroupilha, é derrubada
Rodovias congestionadas e lojas esvaziadas: os reflexos de um mês de bloqueio na RS-122, em Farroupilha
Trânsito está bloqueado na ERS-122 entre São Vendelino e Farroupilha

Na tarde desta sexta-feira, a empresa Boqueirão Desmonte, especializada no uso de explosivos, fez a primeira detonação das rochas maiores que caíram sobre a rodovia, desde a derrubada da encosta, na última quarta-feira. Diversas pedras foram quebradas com uma única detonação. A previsão é de que, neste sábado e domingo, simultaneamente ao serviço de desobstrução da via, sejam perfuradas outras rochas que devem ser explodidas na segunda ou terça-feira. 

Essas perfurações são mais simples e rápidas do que aquelas realizadas no alto da encosta porque não demandam uma perfuratriz. Mesmo assim, a probabilidade de haver liberação da estrada, mesmo que parcial, na próxima terça, é pequena. A projeção foi feita na quarta, após a detonação da encosta, pelo secretário de Logística e Transportes do Estado, Juvir Costella. Porém, somente após a remoção da maior parte do material é que será possível avaliar a integridade do asfalto. Caso tenha sido danificado, será necessário recuperar o pavimento antes de desbloquear a estrada, o que pode demandar um tempo adicional.

Leia também:
Bancas de revistas na Praça Dante e no antigo Postão, em Caxias do Sul, agora vendem salame e produtos coloniais

 
 
 

Veja também

 
Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros