RS-122, em Farroupilha, deve ter duas faixas liberadas até terça-feira - Geral - Pioneiro

Versão mobile

 
 

Bloqueio13/12/2019 | 17h31Atualizada em 13/12/2019 | 17h31

RS-122, em Farroupilha, deve ter duas faixas liberadas até terça-feira

Empresa trabalhará na remoção de rochas, limpeza de valeta lateral e pavimentação das pistas nos próximos dias 

RS-122, em Farroupilha, deve ter duas faixas liberadas até terça-feira marcelo Casagrande/Agencia RBS
Trecho teve passagem desobstruída o que facilitou trabalho das máquinas e operários Foto: marcelo Casagrande / Agencia RBS

O Departamento Autônomo de Estradas de Rodagem (Daer) aponta que até a terça-feira pelo menos duas faixas de tráfego estarão liberadas na RS-122, em Farroupilha, onde houve queda  de barreira no dia 4 de novembro. A expectativa foi anunciada pelo diretor-geral da autarquia, Luciano Faustino, que esteve no Km 43 da rodovia na tarde desta sexta-feira. No começo desta tarde, um especialista contratado pela empresa que presta consultoria ao Daer avaliou a encosta e recomendou cautela na liberação.

Leia mais
Equipes correm contra o tempo, mas RS-122, em Farroupilha, segue sem data de liberação
Após retirada de pedras, asfalto na RS-122, em Farroupilha, terá que ser recuperado
VÍDEO: confira o momento em que a encosta da RS-122, em Farroupilha, é derrubada

A fase atual ainda é de remoção, quebra de pedras e detonação de rochas maiores que foram derrubadas da encosta com a detonação do paredão no último dia 4 de deste mês. Essa etapa deve ser concluída até a tarde deste sábado, quando um topógrafo da Encopav, empresa responsável pela liberação da rodovia, irá ao local para definir o traçado das faixas de tráfego que devem ser liberadas e acostamentos. Isso é necessário em função da geometria da estrada – o ponto fica entre curvas – e da parte que foi alargada. 

Ainda será feita a construção de uma defensa (espécie de muro de pedras) que servirá como barreira caso alguma rocha desprenda do paredão e role em direção à rodovia e a limpeza da valeta junto à encosta para escoamento da água da chuva.

Depois, na segunda-feira, deve ser feita a base das pistas (colocação de britas e compactação) e asfaltamento para a liberação. Segundo Faustino a desobstrução ocorrerá até o final de semana como projetado, porém, não é possível permitir a passagem nas condições atuais da pavimentação danificada pela queda de barreira. 

– Já temos uma área correspondente a praticamente duas faixas desobstruídas, com a área do alargamento, e a continuidade do trabalho é o término da limpeza e a remoção de todo o material, que segue neste final de semana em ritmo acelerado, para utilização dessa área de alargamento, com uma superfície de pavimento, para ser utilizada como pista, para poder liberar, pelo menos, duas faixas de tráfego para o trânsito aqui na rodovia 122 – disse Faustino.

Leia também:
Mesmo com novo acesso, motoristas seguem se arriscando em Forqueta, em Caxias

 
 
 

Veja também

 
Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros