Prefeitura de Caxias tem acordo para desapropriação com quatro donos de terrenos em área do novo aeroporto - Geral - Pioneiro

Vers?o mobile

 
 

Entrevista03/12/2019 | 18h08Atualizada em 03/12/2019 | 18h12

Prefeitura de Caxias tem acordo para desapropriação com quatro donos de terrenos em área do novo aeroporto

Conforme secretário do Planejamento, negociação relativa a outras duas propriedades depende de viabilização dos documentos

Prefeitura de Caxias tem acordo para desapropriação com quatro donos de terrenos em área do novo aeroporto Seplan/Divulgação
Foto: Seplan / Divulgação
Gaúcha Serra

A prefeitura de Caxias do Sul já tem garantia de acordo com proprietários de quatro das seis áreas que serão desapropriadas para a construção do aeroporto de Vila Oliva. A declaração foi dada pelo secretário municipal do Planejamento, Fernando Mondadori, em entrevista ao Gaúcha Hoje da rádio Gaúcha Serra na manhã desta terça-feira (3). Segundo ele, a negociação em relação às outras duas áreas depende apenas da viabilização de documentos por parte das famílias.

A administração municipal aguarda autorização da Câmara para obter um financiamento de R$ 30 milhões que serão investidos no aeroporto. Desse total, R$ 20,6 milhões serão utilizados na indenização. De acordo com o secretário, 70% — o que representa cerca de R$ 14 milhões — são para as quatro áreas já negociadas. Mondadori explicou que existe um acordo com a União estabelecendo que as desapropriações ocorram no primeiro semestre do ano que vem. Por isso, segundo ele, não há como esperar a liberação de recursos do Estado, como estava previsto.

— Se o Estado, de fato, tem algum interesse em participar do processo, vai ter de entrar de alguma forma no pagamento do financiamento que vai ser executado — explicou.

Leia mais
Prioridade do Governo Federal é a construção do Aeroporto de Vila Oliva, diz Secretário Nacional de Aviação Civil
Construção do aeroporto de Vila Oliva, em Caxias, terá duração prevista de três anos
Garantido empenho de R$ 3 milhões para projeto do aeroporto de Vila Oliva, em Caxias do Sul

Na tarde desta quarta-feira (4), o município e o governo federal formalizam um acordo para repasse de recursos da União para a construção do aeroporto. A previsão é que, no total, sejam liberados R$ 200 milhões.

De acordo com Mondadori, de R$ 3 milhões a R$ 5 milhões devem ser destinados no ano que vem. A prefeitura pretende contratar apenas uma empresa que fará o projeto básico e executivo, além da própria construção do aeroporto. O edital de licitação será lançado no ano que vem. A ideia, por enquanto, é que a operação seja feita por meio de concessão à iniciativa privada.

Acessos

O secretário falou também sobre os acessos ao novo aeroporto. Segundo ele, a ligação entre o centro de Caxias e Vila Oliva será feita inicialmente pela estrada que passa por Fazenda Souza e Vila Oliva. Também está em avaliação a construção de uma via expressa para esta ligação, mas Mondadori explica que isso fará parte de uma segunda etapa.

Para o acesso com a Região das Hortênsias, a Estrada do Raposo, conforme o secretário, deve ser mantida com uma característica mais turística. Uma ligação principal deve ser construída na própria parte alta de campos da região, onde vai ficar o aeroporto, sem descer pelas encostas, como a Estrada do Raposo. O secretário explica que esta obra depende de um acordo com a prefeitura de Gramado. Ainda não há previsão de recursos, mas o mais provável é que seja necessário um financiamento.

Dos R$ 30 milhões que devem ser contratados por meio de empréstimo, cerca de R$ 10 milhões são reservados para possíveis obras nos acessos viários ao novo aeroporto.

Ouça a entrevista completa:


Leia também
Lei sancionada pelo prefeito de Caxias veta grafite na maioria dos espaços previstos em projeto
Decreto de concessão assinado por Bolsonaro deixa de fora os parques gaúchos
Justiça aponta dificuldade em notificar o prefeito de Caxias no processo de impeachment

 
 
 

Veja também

 
Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros