Novo prédio da escola Laurindo Luiz Formolo, de Caxias do Sul, terá investimento de R$ 8,6 milhões - Geral - Pioneiro

Vers?o mobile

 
 

Educação02/12/2019 | 17h26Atualizada em 02/12/2019 | 17h26

Novo prédio da escola Laurindo Luiz Formolo, de Caxias do Sul, terá investimento de R$ 8,6 milhões

Projeto da Smed foi apresentado para pais, estudantes e professores no sábado (30)

Novo prédio da escola Laurindo Luiz Formolo, de Caxias do Sul, terá investimento de R$ 8,6 milhões Reprodução / Divulgação/Divulgação
Projeto do novo prédio elaborado pela Secretaria Municipal de Educação (Smed) de Caxias do Sul terá investimento de R$ 8,6 milhões Foto: Reprodução / Divulgação / Divulgação

O evento de encerramento do ano letivo da Escola Municipal Laurindo Luiz Formolo teve sabor especial em 2019. Ainda antes das tradicionais apresentações, estudantes, pais e professores  conheceram o projeto do novo prédio elaborado pela Secretaria Municipal de Educação (Smed) de Caxias do Sul com investimento de R$ 8,6 milhões.

A escola, que atende a 357 estudantes no bairro São Ciro II aguardava melhorias há pelo menos 12 anos, chegando a instalar placas de lata para cobrir os buracos que se formaram na estrutura nos últimos anos.

De acordo com a Smed, o projeto de lei que solicita autorização para o Poder Executivo efetuar contratação de operação de crédito junto à Caixa Econômica Federal, no âmbito do Programa FINISA - Modalidade Apoio Financeiro foi protocolado em regime de urgência na Câmara de Vereadores. Assim que autorizado pela casa legislativa, será encaminhado o processo licitatório.

Leia mais
Laurindo Luiz Formolo tem latas cobrindo buracos nas paredes e no assoalho

— Sabemos da luta e do empenho para alcançar o nosso objetivo que até então parecia um sonho, mas que agora se concretiza com este projeto. Eu acredito que ficou ‘a nossa cara’, exatamente como nós queríamos — afirmou a diretora da Laurindo Formolo, Jaciara Viesser Bosi, que atua na escola há 26 anos.

O projeto foi apresentado pelo engenheiro civil Rodrigo Montemezzo, pelo arquiteto Lucien Pasquali e pela gerente administrativa Silvana Bioto. A secretária municipal da Educação, Marina Matiello, e servidores da área de infraestrutura da Smed também estiveram no ato que reuniu cerca de 180 pessoas.

Projeto foi apresentado pelo engenheiro civil Rodrigo Montemezzo, pelo arquiteto Lucien Pasquali e pela gerente administrativa Silvana BiotoFoto: Priscilla Panizzon / Divulgação

— Desde que assumimos, em 2017, esta escola é uma prioridade por conta do seu estado físico. O prefeito Daniel Guerra sempre deixou claro que fosse feito tudo da melhor forma e qualidade, porque essa comunidade escolar, assim como as outras, merecem o melhor — destacou a titular da Smed.

Leia mais
Alunos, professores e servidores de escolas municipais de Caxias convivem com rachaduras, infiltrações e problemas elétricos

Prédio antigo será demolido

Por estar em condições precárias, após análises técnicas, a equipe responsável pelo projeto optou pela demolição do atual prédio da Laurindo Formolo, visto que uma reforma traria soluções apenas a curto prazo. De acordo com a Smed não será necessário que os estudantes sejam transferidos, uma vez que o novo prédio será construído onde hoje são realizadas as aulas de Educação Física. No local do atual prédio, será erguido o novo ginásio.

Prédio da nova escola terá três andares e será construído em área de aproximadamente 3,8 mil metros quadradosFoto: Reprodução / Divulgação

Em uma área de aproximadamente 3,8 mil metros quadrados, a nova escola contará com dez salas de aula, biblioteca, sala dos professores, direção, secretaria, cozinha, refeitório, laboratório de informática, sala de artes, banheiros e despensa, além do novo ginásio coberto e fechado. Será construído ainda um anfiteatro na área externa, com capacidade para 180 pessoas.

O prédio, que terá três andares, será erguido a seco, com materiais pré-moldados. A construção também será sustentável e ecoeficiente, com captação da água e instalação de placas fotovoltaicas com capacidade para gerar energia para toda a escola. Além disso, contará com acessibilidade plena e com Plano de Prevenção e Proteção Contra Incêndio (PPCI). Cada sala de aula também terá ar-condicionado e projetor. A Smed não informou qual o período previsto para início e conclusão das obras. 

Leia também
Preparativos para Cúpula do Mercosul mudam rotina de Vale dos Vinhedos, em Bento

 
 
 

Veja também

 
Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros