Hospitais Pompéia e Geral terão incremento no custeio da UTI com recursos anunciados por Bolsonaro - Geral - Pioneiro

Vers?o mobile

 
 

Caxias do Sul06/12/2019 | 14h03Atualizada em 06/12/2019 | 14h04

Hospitais Pompéia e Geral terão incremento no custeio da UTI com recursos anunciados por Bolsonaro

Foram anunciados mais de R$ 3 milhões para os dois hospitais

Hospitais Pompéia e Geral terão incremento no custeio da UTI com recursos anunciados por Bolsonaro Porthus Junior/Agencia RBS
Pompéia teve confirmada nesta sexta a habilitação de 14 leitos de UTI adulto Foto: Porthus Junior / Agencia RBS

Hospitais de Caxias do Sul foram contemplados com pouco mais de R$ 3 milhões dos recursos anunciados pelo presidente Jair Bolsonaro na quinta-feira ​(5) em Bento Gonçalves. Em relação divulgada pelo ministro-chefe da Casa Civil, Onyx Lorenzoni, o Hospital Geral deve receber R$ 1,26 milhões e o Pompéia, R$ 1,8 milhão.

O diretor de planejamento do Hospital Pompéia, Gilberto Uebel, em entrevista ao programa Gaúcha Hoje da rádio Gaúcha Serra na manhã desta sexta, afirmou que R$ 1,4 milhão está publicado no Diário Oficial desta sexta (6). Esse valor, segundo ele, corresponde à habilitação de 14 leitos de UTI adulto no SUS, de um total de 20 leitos ofertados atualmente pelo hospital.

Leia mais
Hospitais da Serra receberão boa parte dos recursos anunciados por Jair Bolsonaro em Bento

Uebel explica que essa medida não tem um efeito imediato no Hospital Pompéia, mas vai aliviar um repasse feito pelo Estado para compensar a defasagem da tabela SUS. Atualmente, o valor pago pelo SUS é de R$ 468 a diária por leito de UTI adulto e o Estado complementa com R$ 322 para chegar aos R$ 800.

O recurso liberado agora pela União corresponde a uma diária de R$ 800. Com isso, o Estado não precisa mais repassar os R$ 322 de compensação; mas existe também uma expectativa de que siga repassando R$ 150, o que deverá gerar um incremento, totalizando R$ 950 de diária.

— É importante que o Ministério da Saúde faça esse repasse. Porque aí vem o recurso federal, que entra na cidade, alivia o Estado nessa questão, que passa a pagar a metade. Então há um incremento, digamos, de uns R$ 700 mil por ano — explicou Uebel.

Segundo Uebel, o custo diário que o hospital tem com cada leito de UTI adulto é de R$ 1,4 mil. Ele explica também que o Pompéia recebe ainda recursos de complemento do município, que são distribuídos em setores mais deficitários, como UTI, Pronto-Socorro e centro cirúrgico, por exemplo.

O Hospital Geral (HG) também terá leitos SUS habilitados e vai receber uma diária de R$ 800, como explica o diretor da instituição, Sandro Junqueira.

— Na realidade, isso é a habilitação dos leitos de UTI, o que vai complementar as diárias hoje pagas pelo Ministério da Saúde. Nós todos sabemos que o SUS paga abaixo do custo hospitalar. Essa complementação vai ajudar a diminuir o déficit do hospital — explica.

No total, o Geral mantém 39 leitos de UTI. Conforme Junqueira, o aporte federal será importante para melhorar a receita do hospital. O HG tem previsão de fechar o ano com déficit operacional de R$ 5 milhões a R$ 6 milhões. Uma previsão inicial apontava para R$ 8,4 milhões. Segundo o diretor, medidas como emendas parlamentares e o atendimento a convênios na radioterapia ajudaram a diminuir o déficit. Mesmo oferecendo radioterapia para a rede particular, ele destaca que o atendimento no SUS segue atendendo com um padrão de convênio. 

 
 
 

Veja também

 
Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros