Arroio do Sal tem novidades para os veranistas - Geral - Pioneiro

Versão mobile

 
 

Praia26/12/2019 | 07h02Atualizada em 26/12/2019 | 07h02

Arroio do Sal tem novidades para os veranistas

Temporada começou no dia 21 com projeto para envolver as crianças, iniciativas ambientais para os visitantes  e muitas opções de atividades físicas na orla

Arroio do Sal tem novidades para os veranistas Lucas Amorelli/Agencia RBS
Foto: Lucas Amorelli / Agencia RBS

Um dos destinos mais procurados pelos caxienses no verão tem novidades. A prefeitura de Arroio do Sal, no Litoral Norte, organizou uma programação que começou com a abertura da temporada no último sábado. Além disso, o veraneio estreia iniciativas ambientais e projetos que envolvem a criançada.

Quem percorrer a orla vai encontrar placas com orientações sobre o que fazer ao deparar com animais, dispensadores de bitucas de cigarros e presença de guardiões mirins. Outras ações que vinham dando certo em anos anteriores serão ampliadas. Exemplo disso é o número de guaritas novas de guarda-vidas que deve ser cinco vezes maior do que o existente no último verão, quando eram apenas quatro, e a inclusão de novas modalidades entre as opções de atividades esportivas para o público.

Todas as ações desse veraneio foram apresentadas em um luau na beira da praia na noite do dia 21. A prefeitura tem uma base no final da Avenida Assis Brasil, o chamado quiosque do turista – um contêiner-palco – com funcionamento diário das 8h às 21h. No local, são disponibilizadas informações e materiais para realização de esportes e atividades ao ar livre ofertados gratuitamente (veja mais na página ao lado).

– Todos os dias, de segunda a domingo, teremos atividades físicas para as pessoas. Teremos também competições de verão. Tudo gratuito – explica o secretário adjunto de Turismo, Moisés Araújo.

Ao todo, o município investirá cerca de R$ 400 mil para a realização das ações da temporada – R$ 256 mil nos shows, R$ 60 mil na estrutura para os esportes, R$ 80 mil nas guaritas (cerca de R$ 3,5 mil cada), R$ 10 mil na contratação de oficineiros para as atividades físicas e R$ 1,4 mil na produção das bituqueiras.

A programação cultural começou, no sábado, com show de artistas locais. O calendário de eventos inclui apresentações nacionais como Duca Leindecker, Chimarruts, Família Lima e Tchê Barbaridade. Todos os shows são gratuitos, e as informações podem ser encontradas na página arroiodosal.rs.gov.br.

A expectativa da prefeitura é receber mais de 100 mil pessoas durante a temporada, que vai até 1º de março. Isso é cerca de sete vezes a quantidade de habitantes que é de 15 mil moradores. A projeção de quem tem negócio no município é ter um verão mais lucrativo do que no ano passado. Celso Levis, 50 anos, tem lancheria a algumas quadras da orla há 11 anos. Ele conta que o movimento do feriadão da Proclamação da República (15 de novembro) é um termômetro importante: se as pessoas vão à cidade e gastam, é porque, no verão, seguirão essa tendência.

– Nos últimos três feriados, veio muita gente. Se o tempo ajudar, este ano será melhor do que no ano passado. O pessoal tem mais dinheiro. Estão gastando mais – relatou o comerciante da cidade.

Sem bituca de cigarro na praia

Arroio do Sal tem novidades para os veranistas nesta temporada. Entre elas, o Bituca Zero
Foto: Daniel Matos / Prefeitura de Arroio do Sal

O Bituca Zero estreia neste verão como parte do programa Praia Limpa. A previsão é que uma bituqueira – dispensador de bitucas de cigarro feita com cano de PVC de 50 centímetros, uma curva na parte superior e um tampão na parte inferior – seja instalada em cada quiosque e em cada guarita, em um total de 60 dispositivos. Aos responsáveis pelos quiosques e aos guarda-vidas, caberá o recolhimento das bitucas do compartimento de coleta. Após o veraneio, elas serão realocadas no comércio da cidade. A ideia do projeto é reduzir a quantidade de bitucas na areia da praia que, além de poluir, podem provocar a morte de aves e animais marinhos.

Novas guaritas

Arroio do Sal tem novidades para os veranistas nesta temporada. Entre elas, ampliação no número de novas guaritas
Foto: Daniel Matos / Prefeitura de Arroio do Sal

Na última temporada, os banhistas tiveram uma mostra das novas guaritas de guarda-vidas. Eram quatro na orla. Neste veraneio, as estruturas de madeira estão espalhadas por 23 pontos dos 27 quilômetros da praia. O número está relacionado ao efetivo que a cidade vai receber, 58 militares mais 30 civis. A Operação Verão iniciou-se no sábado em todo o Estado e segue até 2 de março.

Crianças serão agentes

Outra iniciativa que estreia neste verão é o projeto guardiões da praia com crianças de 10 a 14 anos. São 40 participantes. As crianças se inscreveram nas escolas da rede pública municipal. Eles recebem curso de prevenção na beira de praia, de cuidado com animais e dicas de proteção da pele. Todos os conhecimentos serão compartilhados com os veranistas a partir de janeiro. Eles estarão identificados com camisetas do projeto, atuarão todos os sábados e distribuirão sacolinhas ecológicas aos visitantes. Também darão avisos aos guarda-vidas sobre pessoas que estejam muito longe dentro do mar.

Você sabia?

 CAXIAS DO SUL, RS, BRASIL, 09/12/2019Prefeitura de Arroio do Sal finaliza preparativos para receber veranistas a partir de 21 de dezembro quando abre a temporada de Verão.(Lucas Amorelli/Agência RBS)
Foto: Lucas Amorelli / Agencia RBS

Na orla, também foram distribuídos painéis feitos em parceria com a Emater em quatro pontos (Areias Brancas, Rondinha, Centro e Figueirinha) com orientações sobre o que fazer se encontrar tartarugas, leões marinhos, corujas e pinguins, os bichos mais comuns de serem vistos em Arroio do Sal.

– Não podemos mexer. Às vezes, ele está ali só descansando e depois vai seguir o caminho dele. Mas podemos avisar as autoridades – explica o secretário adjunto de Turismo do município, Moisés Araújo. 

2020 terá licitação para quiosques

A montagem dos quiosques de venda de produtos começou no início do mês. Serão 35. Cada um tem que seguir as regras da Polícia Ambiental, como estar a cinco metros da duna, ter fiação subterrânea, no máximo 16 metros quadrados de área e telhas ecológicas, entre outras determinações. Os pontos são determinados em pregão presencial. Os contratos são por cinco anos. Um dos pontos mais disputados fica próximo ao local onde está posicionado o contêiner da prefeitura e o aluguel é de R$ 42 mil pelo período de cinco anos. Pontos mais afastados chegam a custar R$ 700. Os contratos vencem neste verão. Em abril do ano que vem, deve ser feita nova licitação. Só podem participar moradores de Arroio do Sal.

Estação rodoviária é precária

Problema será para quem se deslocar a Arroio do Sal de ônibus intermunicipal. A Estação Rodoviária do município é precária. Quando a reportagem esteve no local, no final de novembro, a situação era ruim. A higiene dos banheiros, também. A segurança contra incêndio, deficitária. Em quatro pontos onde deveriam estar extintores não haviam equipamentos, apenas as placas indicativas. A estrutura tem lancheria, revistaria, salão de beleza e diversas salas vagas. O único aparelho de telefone público não estava funcionando e o bebedouro estava desligado e sujo.

Tem novidade também no esporte

Arroio do Sal tem novidades para os veranistas nesta temporada. Entre elas, ampliação das atividades físicas na orla
Foto: Daniel Matos / Prefeitura de Arroio do Sal

As atividades físicas na orla de Arroio do Sal ocorrem durante o dia e também à noite, já que os locais são iluminados. Em frente ao contêiner da prefeitura instalado na praia, será montada uma pirâmide de 10 metros quadrados com tablado. Nas duas laterais ficam as arenas.

As turmas são fechadas por ordem de chegada. A exceção é no caso do Jump, para o qual o município disponibiliza 12 camas elásticas. No Kangoo, cada aluno tem de levar o seu equipamento.

Em cinco modalidades há competições aos finais de semana em parceria com o Serviço Social do Comércio (Sesc): câmbio (espécie de vôlei só que mais simples), vôlei feminino e masculino, futevôlei e beach soccer. Os vencedores ganham vaga na final do Sesc, que ocorre em Torres em março.

Há ainda bocha em parceria com os quiosques e passeio ciclístico. A novidade desta temporada é o gauchão de beach soccer (futebol de areia), costumeiramente realizado em Torres, e que será em Arroio do Sal. Nos dias 15 e 16 de fevereiro, ocorre o masculino e no dia 29 de fevereiro, o feminino. Ambas as competições organizadas pela Federação Gaúcha de Beach Soccer.

Outra novidade é a realização da 1ª Copa de Categoria de Base de Futebol de Campo. Até 21 de dezembro, já haviam 71 escolinhas inscritas, incluindo equipes do Paraguai e Argentina e dos três Estados do sul do país em seis categorias, da sub 9 até a sub 20. 

A prefeitura vai disponibilizar alojamentos para os participantes em escolas, Centros de Tradições gaúchas (CTGs) e outros espaços. Os jogos ocorrem de 25 de janeiro a 1º de fevereiro. A temporada terá também, pela primeira vez, aulas de yoga e treinamento funcional (aquelas atividades físicas realizadas ao ar livre na beira da praia).

Leia também:
Quase 6 mil pessoas já foram queimadas por águas-vivas neste veraneio no Estado

 
 
 

Veja também

 
Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros