Ponte sobre o Rio das Antas, em Cotiporã, não tem previsão de liberação - Geral - Pioneiro

Vers?o mobile

 
 

Tempo05/11/2019 | 19h32Atualizada em 06/11/2019 | 08h48

Ponte sobre o Rio das Antas, em Cotiporã, não tem previsão de liberação

Cidade está com outro acesso bloqueado na ponte de divisa com Dois Lajeados

Ponte sobre o Rio das Antas, em Cotiporã, não tem previsão de liberação Divulgação / Prefeitura Cotiporã/Prefeitura Cotiporã
A câmera de monitoramento da ponte sobre o Rio das Antas mostra a estrutura totalmente encoberta na manhã desta terça Foto: Divulgação / Prefeitura Cotiporã / Prefeitura Cotiporã

Não há previsão para a liberação do acesso do município de Cotiporã a Bento Gonçalves. O nível do Rio das Antas está de oito a 10 metros acima da parte de concreto da ponte que permite a travessia, segundo o secretário de Administração e Obras, Valdir Falcade, deixando a estrutura totalmente submersa e causando a interdição da passagem. Fato que é recorrente na região sempre que chove forte.

Leia mais
"Ouvimos um estrondo e começou a pular os pedaços das coisas", diz morador de casa atingida por raio em Fagundes Varela
Em 24 horas chove mais da metade da média de novembro em Caxias do Sul Fios caídos provocam transtornos no centro de Caxias do Sul Daer prevê iniciar limpeza da ERS-122 na tarde desta terça-feira   

A ponte faz a ligação de uma estrada intermunicipal com a ERS-431, em Bento. Ainda conforme o secretário, a alternativa para chegar em Bento é por Veranópolis e, depois, BR-470. 

Outra saída de Cotiporã, na divisa com Dois Lajeados, estaria liberada porque o nível do Rio Carreiro baixou, porém, a força da água destruiu parte da cabeceira no lado de Dois Lajeados. Falcade informou que o trabalho de reconstrução deve começar na manhã desta quarta-feira. A previsão é de conclusão até o meio-dia.

Um terceiro acesso ao município, na ligação com Fagundes varela está liberado.

No interior, foram vários os pontos com bloqueios por causa de pequenos arroios que transbordaram e levaram parte das estradas. Todos já sofreram intervenções para permitir a passagem.

Leia também:
Saiba como escola de Veranópolis usa a literatura para melhorar desempenho de estudantes e fortalecer vínculos

 
 
 

Veja também

 
Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros