Policlínica irá funcionar em prédio que seria destinado para a UPA em Farroupilha - Geral - Pioneiro

Versão mobile

 
 

Saúde 16/11/2019 | 13h18Atualizada em 16/11/2019 | 13h28

Policlínica irá funcionar em prédio que seria destinado para a UPA em Farroupilha

Previsão é que serviços comecem no final de janeiro ou início de fevereiro de 2020

Policlínica irá funcionar em prédio que seria destinado para a UPA em Farroupilha Prefeitura de Farroupilha/Divulgação
Policlínica irá funcionar em prédio que seria destinado para a UPA em Farroupilha Foto: Prefeitura de Farroupilha / Divulgação

Farroupilha contará com uma policlínica, com atendimento de diversas especialidades médicas, a partir de 2020. Os serviços de saúde serão instalados no prédio construído para a Unidade de Pronto Atendimento (UPA). O prédio foi inaugurado em dezembro de 2016, mas o serviço nunca entrou em funcionamento em função da falta de repasses do Governo Federal.  

A policlínica irá funcionar na Rua Armando Antonello, no bairro São Luiz. A readequação para usar o espaço foi autorizada pelo Ministério da Saúde em despacho publicado no Diário Oficial da União no dia 11 deste mês. O terreno é da prefeitura e foi cedido para a construção da UPA. Para a mudança de destinação de uso da estrutura, o município precisou de autorização federal.

Leia mais  
Farroupilha espera aval do Ministério da Saúde para usar UPA como centro de prevenção ao câncer
Prefeitura de Farroupilha desiste de UPA e quer utilizar prédio para centros de especialidades
Farroupilha vai terceirizar administração da UPA
UPA de Farroupilha será inaugurada sem previsão de funcionamento 

Para aproveitar a estrutura já disponível e qualificar os serviços da rede pública de saúde, a prefeitura optou por reunir unidades de saúde já existentes com novos projetos, facilitando o acesso a consultas, exames, procedimentos e outros atendimentos. No espaço, os pacientes terão o Centro de Especialidades em Saúde (CES) e o Centro Integrado de Cuidados da Saúde da Mulher e da Criança, além de cuidados com a saúde do homem.  Haverá também consultas com cardiologistas, neurologistas, dermatologistas, realização de exames, prevenção do câncer e farmácia. Todos os serviços estarão disponíveis  gratuitamente, por meio do Sistema Único de Saúde (SUS).

O prédio passará por uma reestruturação dos ambientes e revitalização externa. O chamamento público para a prestação dos serviços será lançado nos próximos dias. A solicitação de projeto para a reforma já está com a Secretaria de Planejamento. A previsão é que a policlínica entre em funcionamento no final de janeiro ou início de fevereiro de 2020.

Ministério autoriza uso apenas para implantação de uma policlínica

O prefeito ​Claiton Gonçalves (PDT) afirma que em 2017 a administração percebeu que os cofres públicos municipais não dariam conta de custear, ao mesmo tempo, o único hospital da cidade, o São Carlos, que atende pelo Sistema Único de Saúde (SUS), e também a UPA. Ele ressalta que naquele momento a escolha pelo São Carlos, que tem um pronto-socorro de portas abertas, foi acertada para Farroupilha e região. 

O prefeito lembra ainda que a ideia inicial do município era transformar o espaço num centro de prevenção ao câncer, mas o Ministério da Saúde só autoriza a implantação de uma policlínica. Claiton ressalta que os serviços também serão focados no diagnóstico do câncer de mama e de colo de útero, além da detecção e tratamento de câncer de pele, comum na região. 

— Os índices epidemiológicos do município e da região apontavam que a instalação de um centro de prevenção ao câncer ​era necessária. A doença é a segunda causa de mortes em Farroupilha, atrás apenas das doenças cardiovasculares. A ideia não foi descartada e pretendemos trabalhar com prevenção e diagnóstico precoce na policlínica para detectar de maneira cada vez mais precoce o câncer_ explica o prefeito.

Ainda de acordo com ele, a policlínica deve funcionar nos moldes do que aconteceu com a alta complexidade em ortopedia e traumatologia do Hospital São Carlos:

— Hoje o São Carlos atende mais de 30 municípios da região, é um universo superior a 700 mil pessoas. Teremos atendimento voltados à saúde da mulher e do homem e às crianças, especialidades médicas atendimento de cardiologia, dermatologia, neurologia.  Vamos estar atendendo nos moldes da ortopedia e traumatologia também a partir de convênios.

No primeiro momento, o investimento será proveniente dos cofres do município. Outra vantagem é a centralização das farmácias da rede pública de Farroupilha.

—  A distribuição de remédios do município de todas as farmácias ligadas ao atendimento do SUS vão estar neste espaço, inclusive a Farmácia Solidare, que é um equipamento do município de Farroupilha e é importante porque são doações de remédios para aqueles que mais necessitam.  

Centro de Especialidades em Saúde e o novo Centro Integrado de Cuidados da Saúde da Mulher e da Criança

Localizado no bairro Centenário desde julho de 2018, o Centro de Especialidades em Saúde (CES) será transferido para a policlínica, quando ela for inaugurada. O CES presta atendimento especializado, de média complexidade, com atendimentos médicos de ginecologia, mastologia, cardiologia, gastroenterologia, dermatologia, otorrinolaringologia, urologia, avaliação em cirurgia geral e cirúrgica ginecológica. Também oferece serviços de enfermagem, realização de testes rápidos e exames, além de grupos de planejamento familiar.

A policlínica abrigará ainda o novo Centro Integrado de Cuidados da Saúde da Mulher e da Criança, que se juntará ao CES, ampliando as especialidades oferecidas. Conforme a prefeitura, o projeto irá se dedicar ao atendimento especializado e humanizado à mulher e a criança. A finalidade é melhorar os índices de rastreamento e detecção precoce do câncer de mama, a manutenção do pré-natal das gestantes, a redução da mortalidade infantil e o incentivo ao parto natural e ao aleitamento materno. O centro também dará continuidade ao Projeto Criança Feliz e  implantará o Programa Primeira Infância Melhor. 

Centro Integrado de Cuidados da Saúde da Mulher e da Criança contará com:

Sede da Coordenadoria da Mulher/Direitos da Mulher

Práticas integrativas, como acupuntura e auriculoterapia;

Planejamento familiar;

Consultas: enfermagem, ginecologia/obstetrícia, pediatria, psiquiatria, nutrição, fisioterapia, psicologia, odontologia e assistência social;

Serviço de imunização: sala com disponibilização de vacinas de acordo com o preconizado pelo calendário do Ministério da Saúde para cada faixa etária.

Exames

Coleta de citopatológico

Exame clínico de mamas

Testagem rápida para HIV, Sífilis e Hepatites

Teste do pezinho

Radiografias

Mamografias

Ultrassonografias

Procedimentos

Biopsia de colo do útero

Biopsia de vulva

Cauterização de condiloma

Colocação de Dispositivo Intrauterino (DIU)

Colposcopia ampliada

Pequenas Cirurgias


Área Materno Infantil

Grupos de Gestante/ Rodas de conversas

Sala de Amamentação

Consulta puerpério

Consulta de puericultura

Consulta pré-natal

​Exame MAP

Brinquedoteca

Farmácia Integrativa

Ficarão na policlínica todos os modelos de farmácias públicas no município: Popular, Solidare e Viva. A Farmácia Popular, localizada na Rua Gonçalves Dias, 134, será transferida para o espaço. A Farmácia Solidare, que fica no Centro de Atendimento ao Cidadão (Ceac) e entrega gratuitamente remédios a população mais carente, por meio de doações de pessoas físicas e jurídicas, também irá para o prédio da policlínica. Já a Farmácia Viva será implantada no local. Inicialmente, o município receberá do Ministério da Saúde mais de R$ 441 mil ​para colocar este projeto em prática. Esse tipo de farmácia compreende toda a cadeia produtiva de fitoterápicos desde o cultivo das plantas medicinais até a dispensação deste tipo de produto na rede pública de assistência farmacêutica.

Leia também
Moradora de Caxias do Sul morre atropelada em saída de festa em São Luiz Gonzaga
Motorista embriagado fica ferido ao se envolver em acidente na BR 116 em São Marcos



 
 
 

Veja também

 
Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros