Produtores da Serra sofrem com a forte chuva dos últimos dias  - Geral - Pioneiro

Vers?o mobile

 
 

Prejuízo16/10/2019 | 15h54Atualizada em 16/10/2019 | 15h54

Produtores da Serra sofrem com a forte chuva dos últimos dias 

Cidades como Garibaldi, Campestre da Serra e Caxias do Sul registraram danos 

Produtores da Serra sofrem com a forte chuva dos últimos dias  Douglas Pasuch/divulgação
Foto: Douglas Pasuch / divulgação

 A chuva forte que atingiu o Rio Grande do Sul nos últimos dias trouxe danos para vários produtores da Serra. Os municípios de Garibaldi, Campestre da Serra e Caxias do Sul receberam registros de prejuízos nas lavouras. Os parreirais, que estão em fase de brotação, foram os mais prejudicados.

 Leia mais
VÍDEO: Caxias do Sul e região registram chuva de pedra com temperaturas que devem cair ainda neste domingo  
Agricultores registram perdas com granizo em Campestre da Serra
Pelo menos 50 propriedades rurais registram danos com granizo em Caxias

Em Caxias do Sul, de acordo com o presidente do Sindicato dos Trabalhadores Rurais, Rudimar Menegotto, pelo menos 50 propriedades rurais do município registraram danos com o granizo do último domingo (13). O levantamento ainda é preliminar e tem sido prejudicado pela continuidade da chuva ao longo da semana.

— Onde teve granizo, teve prejuízo. Só não foi maior porque as lavouras estão em estágio inicial de desenvolvimento — explica Menegotto.

Em Campestre da Serra, também foram registrados danos com o granizo do domingo. Conforme o secretário de Agricultura do município, Tairo Ballardin, pelo menos 25 propriedades tiveram algum danos nas culturas de uva e amora, nas localidades de São Manoel e Tronco.

—  Cerca de 30% da produção foi prejudicada. A cultura de amora, sem dúvida, é a mais afetada por não existir seguro para essa fruta e por estar em fase de frutificação — relata Ballardin.

Na região de Bento Gonçalves, Garibaldi e Flores da Cunha cerca de 80 notificações e avisos foram recebidos pelo Sindicato de Agricultores. De acordo com a corretora de seguros, Fabiane Casagrande, que é ligada a instituição, a maioria das propriedades afetadas foi nos parreirais, em Garibaldi. 

Leia também:
Muro do estádio Dr. Mário Cini cai em Nova Prata



 
 
 

Veja também

 
Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros