Prefeitura de Caxias inicia construção de rampa em estacionamento que era usado por loja maçônica - Geral - Pioneiro

Vers?o mobile

 
 

Retomada de imóvel09/10/2019 | 11h12Atualizada em 09/10/2019 | 12h06

Prefeitura de Caxias inicia construção de rampa em estacionamento que era usado por loja maçônica

Área será utilizada por frota de setor da Secretaria de Meio Ambiente

Prefeitura de Caxias inicia construção de rampa em estacionamento que era usado por loja maçônica João Pedro Bressan / Divulgação/Divulgação
Foto: João Pedro Bressan / Divulgação / Divulgação

A prefeitura de Caxias do Sul iniciou nesta semana intervenções no estacionamento que era utilizado pela Loja Maçônica Duque de Caxias 3º Milênio. O terreno, no bairro Exposição, foi retomado pelo município após uma liminar judicial. Um rampa começou a ser construída na terça-feira (8) no acesso pela Avenida da Vindima. Conforme a administração municipal, esta obra permitirá a passagem de veículos com segurança.

Não há prazo para a finalização dos trabalhos. Quando acabarem, o estacionamento será ocupado pela frota de veículos do setor de Praças, Parques e Jardins, vinculado à Secretaria Municipal do Meio Ambiente. Os veículos atualmente ficam no Parque dos Macaquinhos. De acordo com a prefeitura, haverá economia nos cofres públicos porque hoje a frota fica exposta a ações de vandalismos e furtos, que são rotineiros.

Leia mais
Loja maçônica estuda se vai recorrer de reintegração de posse em Caxias
Prefeitura retoma terreno público ocupado por Loja Maçônica em Caxias do Sul
Após vistoria, prefeitura de Caxias do Sul vai solicitar reintegração de posse de pista de motocross 

De acordo com a prefeitura, as tratativas para reintegração de posse iniciaram ainda em 2017, com prazo para desocupação da área em 30 dias, que não foi cumprido. Em 4 de julho deste ano, a Justiça concedeu a liminar favorável ao município.

Segundo o presidente da loja, César Zaviscovick, uma negociação estava em andamento desde o ano passado para permuta de áreas com o município. De acordo com ele, a organização aguardava um posicionamento da prefeitura sobre a avaliação de valor do terreno do estacionamento para oferecer outro em troca. O presidente afirma que este processo foi rompido de maneira unilateral pela prefeitura, que foi à Justiça, e diz ainda que a loja entrou com recurso em relação à liminar.

— Temos interesse (na área), sim, tanto que a gente sempre demonstrou interesse em negociar — comenta.

Segundo Zaviscovick, a porção de terra onde está a loja em si não faz parte da ação, já que a propriedade é da Maçonaria. O terreno do estacionamento estava cedido desde 1983.

Leia também
Moradores cobram manutenção de ruas de Caxias
Radialista e advogado Nicanor Portela morre em Caxias
ERS-122 terá bloqueio parcial entre a Serra e a Região Metropolitana nesta quarta-feira

 
 
 

Veja também

 
Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros