Prefeitura de Caxias do Sul punirá médicos por padrão "tartaruga" - Geral - Pioneiro

Vers?o mobile

 
 

Atendimento na Saúde17/10/2019 | 21h37Atualizada em 17/10/2019 | 21h37

Prefeitura de Caxias do Sul punirá médicos por padrão "tartaruga"

Sindicância aberta em maio de 2017 para investigar demora no atendimento resultará na demissão e suspensão de nove profissionais

Prefeitura de Caxias do Sul punirá médicos por padrão "tartaruga" Adriano Duarte/Agência RBS
Conforme relatório do processo de Sindicância, médicos que atuavam no Postão 24h praticavam demora proposital nos atendimentos Foto: Adriano Duarte / Agência RBS

Quatro médicos serão demitidos e cinco terão atividade suspensa pela Prefeitura de Caxias do Sul nos próximos dias. A medida foi tomada diante do resultado da sindicância intitulada "operação tartaruga", aberta em maio de 2017 pela Corregedoria-Geral do Município para investigar denúncias de médicos que praticavam demora proposital de atendimento no Postão 24 Horas.

Leia mais
Atendimento padrão 'tartaruga' é investigado no Postão 24 horas, em Caxias

O processo foi finalizado em outubro de 2018. Como resultado, as penalidades sugeridas foram: suspensão por 60 dias de três médicos, suspensão por 30 dias de um médico, suspensão por 40 dias de um médico e quatro demissões de médicos do Município. As portarias com as penalidades desses nove servidores serão publicadas no Diário Oficial. Nos casos de demissões, após a comunicação oficial, ocorre o desligamento do serviço público e o servidor não pode retornar ao trabalho.

Uma das situações descritas no relatório do processo mostra que um dos médicos atendeu 13 pacientes em uma jornada de trabalho de 12h50min, ou seja, levou quase uma hora para atender cada usuário. Outro caso aponta que um dos profissionais atendeu 16 pacientes em uma jornada de 15h51min e, em outra situação, um dos médicos atendeu cinco pacientes em uma jornada de 6h06min, levando mais de uma hora em cada consulta.

Atualmente, os médicos penalizados atuam em outras unidades da Secretaria Municipal da Saúde (SMS). A Prefeitura não informou quando ou como irá ocorrer a substituição destes profissionais. O secretário municipal da Saúde, Júlio César Freitas da Rosa, afirmou que as suspensões poderão ser convertidas em multa e, no caso das demissões, a reposição será providenciada por meio do chamamento de concursos já abertos, dependendo da especialidade necessária.

Leia também
Protestos marcam um ano do fechamento do antigo Postão em Caxias do Sul

 
 
 

Veja também

 
Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros